sexta-feira, 12 de fevereiro de 2016

CPI do Triplex dos Marinhos, já!

Mansão dos Marinhos é alvo da Lava-Jato

Por Helena Sthephanowitz, na Rede Brasil Atual:

A mansão de praia construída ilegalmente em área de preservação ambiental em Paraty, da família Marinho, dona da TV Globo, tem documentos em nome de uma empresa que, em cuja cadeia societária, encontram-se offshores investigadas na Operação Lava Jato e na Operação Ararath, da Polícia Federal. O imóvel dos Marinhos, portanto, tecnicamente, só não está no nome dos donos de fato. Situação mais grave que a do processo de compra do tríplex no Guarujá, que tentaram erroneamente atribuir ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em busca da produção de notícias desgastantes para sua figura política.

A hegemonia alemã é posta à prova

Por Antonio Luiz M. C. Costa, na revista CartaCapital:

Construída no ambiente de ingênuo otimismo dos anos 1990, a União Europeia foi planejada para tirar proveito de uma prosperidade neoliberal sem fim e não para resistir às tormentas da história, que muitos davam por encerrada pela queda do Muro de Berlim. Ante a crise tripla hoje por ela enfrentada –migratória, financeira e política –, essa estrutura não tem condições de sobreviver. Terá de ser reconstruída, dissolvida ou transformada.

Tucano bom é tucano solto?

Por Tatiana Carlotti, no site Carta Maior:

A delação do lobista Fernando Moura à Lava Jato, na semana passada, traz à pauta o vespeiro tucano em Furnas. A acusação contra Aécio Neves (PSDB) é grave: não se trata apenas do pedido de uma vaga para Dimas Toledo na diretoria da estatal, mas da afirmação de que o tucano se beneficiava de um esquema de propina na subsidiária da Eletrobrás. Ao assumir o cargo, delatou Moura, Toledo lhe detalhou a divisão do dinheiro: “é um terço São Paulo, um terço nacional e um terço Aécio” (FSP: 03.02.2016).

Triplex dos Marinhos não está na mídia

Por Renan Antunes de Oliveira, de Paraty (RJ), no blog Diário do Centro do Mundo:

A mansão de veraneio dos herdeiros do magnata da Globo Roberto Marinho também é um triplex e também está sendo investigada pelo Ministério Público Federal, mas num processo em ritmo bem mais light e sem publicidade.

Os arquitetos que a projetaram e os engenheiros que a ergueram zombaram das leis ambientais: ela está totalmente irregular.

Sanders: Estados Unidos, terra em transe

Editorial do site Vermelho:

Uma parcela muito expressiva do povo norte-americano tem revelado seu descontentamento com o predomínio da lógica que favorece apenas aos grandes milionários na política, na economia, na sociedade.

Esse desconforto pode ser visto na eleição de Barack Obama, em 2008. Depois, em 2011, na grande onda de manifestações, de sentido antineoliberal, do movimento conhecido como Occuppy Wall Street(OWs) que começou em Manhattan e se espalhou pelo país, popularizando o slogan We are the 99% ("Nós somos os 99%"), em luta contra o predomínio apenas dos interesses do 1% mais rico.

Da crise política à crise social

Por Guilherme Boulos, no site Outras Palavras:

Quarta-feira sempre desce o pano. Hoje, após a Quarta-feira de Cinzas, começa de fato o ano no Brasil. Um ano que promete ser agitado. Se 2015 ficou marcado pela crise política, tudo indica que 2016 será lembrado pela crise social.

O enredo do ano passado permanece. O impeachment, embora enfraquecido, deverá abastecer a crise política ao menos por mais alguns meses. Eduardo Cunha, se não for afastado ou preso, continuará conduzindo a agenda parlamentar de forma temerária, em função da sua autopreservação. E Dilma segue obstinada em aplicar a estranha fórmula de recuperação da popularidade com medidas impopulares. Saiu Levy, ficou o ajuste. Nem parece que 2015 acabou. A não ser pelas indicações de que, neste ano, a batalha do carpete pode começar a ceder lugar para uma outra.

Frente Brasil Popular fará desagravo a Lula

Por Tereza Cruvinel, em seu blog:

Até aqui, o ex-presidente Lula enfrentou o cerco moral numa quase solidão evocativa de “O general em seu labirinto”, a magistral narrativa ficcional de García Marquez sobre o outono de Simón Bolívar, debilitado e esquecido depois das glórias que acumulou como libertador da Venezuela e outras pátrias latino-americanas. Lula vem enfrentando a cruzada de delegados, procuradores e veículos de comunicação cercado apenas pelos mais próximos, sejam políticos, advogados ou amigos. Só agora começam a se articular movimentos em sua defesa. 

Assassinos de Dorothy Stang seguem matando

Por Jacques Távora Alfonsin, no site do MST:

Camponesas e camponeses de Anapu, no sul do Pará, certamente vão se reunir neste 12 de fevereiro, para lembrar a morte da freira Dorothy Stang, uma fiel e dedicada companheira delas/es, religiosa conhecida por sua coragem e disposição, assassinada em razão de sua luta em favor do povo pobre daquela região, da reforma agrária, e contra o desmatamento crescente que lá se verificava, promovido por latifundiários interessados, como em outros lugares do país, na expansão do plantio de soja, na conquista de espaço para o gado, em mineração e em vender madeira.

Nova esposa de FHC e o apê em Higienópolis

Por Renato Rovai, em seu blog:

No dia 2 de dezembro do ano passado, a nova esposa do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, Patrícia Kundrát, 39 anos, firmou a compra de um apartamento de 150 metros de área total localizado no bairro de Higienópolis, na altura do número 700 da Avenida Angélica.

O compromisso foi oficializado no 14º Tabelião de Notas, o Cartório Vanpré, localizado em Pinheiros. E o valor da compra foi de 950 mil reais.

"Globo, o Corinthians não é seu quintal"

DANIEL VORLEY/ AGIF/GAZETA PRESS
Por Altamiro Borges

O império global, com seu poder do dinheiro e da manipulação, tem enfrentando protestos cada vez mais intensos da sociedade. O site do ESPN registrou no final da noite desta quinta-feira (11) que as torcidas organizadas do Corinthians ergueram faixas de repúdio à TV Globo durante o jogo contra o Capivariano e foram reprimidas pela Polícia Militar. "Os panos tinham dizerem como 'jogo às 22h também merece punição', 'Rede Globo, o Corinthians não é seu quintal' e 'cadê as contas do estádio?'. As mensagens eram dirigidas à emissora que detém os direitos de transmissão e à diretoria alvinegra, cobrada por falta de transparência nos números da arena na zona leste".

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

Como enfrentar a mídia golpista?


Por Altamiro Borges

Não foi só Aécio Neves, o cambaleante tucano, que até hoje não engoliu a surra nas urnas em outubro de 2014 - a quarta consecutiva da oposição neoliberal no país. A mídia monopolista, controlada por sete famílias feudais, também não se conforma com a derrota. Ela fez de tudo para desgastar o governo Dilma e para blindar o senador mineiro-carioca, mesmo desconfiando do seu estilo playboy. A capa criminosa da “Veja”, a revista do esgoto, na véspera do segundo turno, foi o ápice desta cruzada para evitar a reeleição da petista, servindo de panfleto aos cabos eleitorais do presidenciável do PSDB. O nível das baixarias da campanha eleitoral já indicava que a guerra midiática era um caminho sem volta, que a partidarização da mídia chegara a um ponto de não-retorno.

Por que o carnaval de rua 'pegou' em SP?

Acadêmicos do Baixo Augusta
Por Marcella Petrere, no site do PT:

Quem mora em São Paulo ou acompanha o carnaval da cidade fica com a impressão de que o paulistano acordou para a folia de uns anos para cá. Não é bem assim. Até a gestão municipal anterior, a Prefeitura autorizava apenas um pequeno número de blocos a saírem para as ruas. Os demais eram reprimidos.

A incompreensão era tamanha que um bloco como o Acadêmicos do Baixo Augusta, que este ano reuniu mais de 40 mil pessoas e teve a atriz Alessandra Negrini como sua madrinha, chegou a ser reprimido pela Prefeitura em 2012, e sequer pôde sair às ruas, ficando confinado em um estacionamento.

Estado, liberdade e a "Grande Mentira"

Por Everton Sotto Tibiriçá Rosa, no site Brasil Debate:

“A liberdade da democracia não está segura se as pessoas tolerarem o crescimento do poder privado ao ponto em que ele se torna mais forte do que o próprio estado democrático. Isso, em sua essência, é fascismo – a propriedade do governo por um indivíduo, por um grupo ou por qualquer poder de controle privado”. [Franklin Delano Roosevelt, 1938 (1)]

Não é só no fascismo que o Estado democrático é capturado por um indivíduo, grupo ou poder de controle privado. O Estado neoliberal, baseado na ideia de Estado Mínimo (para o povo) e Máximo (para os mais afluentes, grandes empresas e sistema financeiro), típico desde os anos 1980 e do fenômeno da globalização (produtiva, mas sobretudo financeira), representa, em sua essência, a mesma característica do fascismo, ou seja, utilizar o instrumento de poder a favor de interesses particulares e não da sociedade ampla.

Jornal inglês denuncia racismo da Globo

O crime do carnaval 'Globoleza'

Por Eduardo Goldenberg, no blog Buteco do Edu:

Chega ao fim o Carnaval 2016 e (mais uma vez) a constatação é óbvia e urgente: é preciso que a LIESA (Liga Independente das Escolas de Samba) – com a imposição da medida por parte do Governo do Estado e da Prefeitura da Cidade – acabe com o monopólio da Rede Globo para a transmissão dos desfiles das Escolas de Samba do Grupo Especial no Rio de Janeiro. As razões são muitas e vou tentar elencá-las para que esse meu manifesto, solitário e apenas meu, ganhe cores de coerência e, quem sabe?, vá ganhando adesões ao longo do tempo.

A perseguição sem precedentes contra Lula

Por Jorge Furtado, no site Sul-21:

Nunca houve uma perseguição política contra um homem público como a que a direita e sua mídia estão fazendo agora contra Lula. O objetivo é só um: tentam enfraquecê-lo para a eleição de 2018 quando pretendem, pela quinta vez, retomar o poder que perderam em 2002.

Getúlio e Jango, outros dois presidentes que desagradaram interesses da elite brasileira (aumentaram o salário mínimo, protegeram a Petrobras dos interesses americanos, etc.), sofreram perseguição semelhante em 1954 e 1964, mas na época os jornais, rádios e tevês falavam sozinho e foi mais fácil e rápido derrubar os presidentes democraticamente eleitos.

O "sem querer, querendo" de Sergio Moro

http://pigimprensagolpista.blogspot.com.br/
Por Fernando Brito, no blog Tijolaço:

Francamente, é do arco da velha a história de que Sergio Moro “não queria” que fosse publicada a informação de que autorizou um inquérito sobre o sítio frequentado por Lula em Atibaia.

Um juiz não despacha um inquérito que, inegavelmente, é voltado contra um ex-presidente da república em cima da perna.

Despachos judiciais em papel levam um carimbo do tamanho de um bonde quando são sigilosos, no ato e na capa.

O pesadelo do marco das telecomunicações

Por Renata Mielli, no site do Centro de Estudos Barão de Itararé:

Em 2 de fevereiro, na sessão solene de reabertura do ano legislativo, a presidenta Dilma Rousseff frisou em seu discurso na Câmara: “No ano legislativo que se inicia, nossa agenda com o Congresso Nacional terá, além das propostas para a reforma fiscal a médio e longo prazo, também medidas para melhorar o ambiente de investimentos. Pretendemos ver retomado o debate sobre o marco regulatório da mineração, já submetido ao Congresso. Encaminharemos, ainda, um novo marco regulatório das telecomunicações, ajustado ao novo cenário de convergência tecnológica”.

As conspirações vêm à luz

Por Miguel do Rosário, no blog O Cafezinho:

Bem vindos de volta à nossa infernal agenda política brasileira! Após alguns dias de folga, voltamos à labuta.

Os conspiradores não tiraram férias, como se viu. Durante os dias febris do carnaval, que foi um dos mais divertidos, em termos de público e festas, dos últimos anos, a agenda política da imprensa martelou dia e noite notícias sobre o famigerado sítio em Atibaia, frequentado por Lula.

Na verdade, acompanhar a política brasileira se tornou um teste de nervos. É preciso tê-los - os nervos - moldados em aço!