segunda-feira, 30 de abril de 2012

Record denuncia bandidagem da Veja

"Blogueiro sujo" assume Ministério

Por Paulo Henrique Amorim, no blog Conversa Afiada:

A presidenta Dilma nomeou um blogueiro sujíssimo, Brizola Neto, ministro do Trabalho:

*****

Dilma confirma Brizola Neto no Trabalho e diz que ele prestará "grande contribuição ao país"

Roberta Lopes - Repórter da Agência Brasil

Brasília – Ao confirmar hoje (30) o nome de Brizola Neto (PDT-RJ) como novo ministro do Trabalho, a presidenta Dilma Rousseff disse, em nota, ter confiança de que ele “prestará grande contribuição ao país”. Segundo informações do Palácio do Planalto, a posse do novo ministro deverá ocorrer na quinta-feira (3), às 11h.


O Globo já ataca Brizola Neto

Por Altamiro Borges

Nem bem foi anunciado como novo ministro do Trabalho, o deputado Brizola Neto já é alvo das intrigas e futricas do jornal O Globo. Na sua versão online, a matéria principal ofusca os vínculos do parlamentar com o sindicalismo e mesmo a sua experiência na área, como ex-secretário do Trabalho do Rio de Janeiro. A manchete apenas estimula a cizânia. “Deputados do PDT criticam a escolha de Brizola Neto”.

Leréia será depenado? E o Perillo?

Por Altamiro Borges

O blogueiro Josias de Souza, da Folha, parece irritado com os vacilos do PSDB. Talvez ache que isto emporcalhe o ninho e dificulte ainda mais a vida da oposição de direita. Recentemente, o jornalista até noticiou a “auto-extinção” dos tucanos. Ontem (29), ele exigiu pressa no afastamento do deputado federal Carlos Leréia, do PSDB de Goiás, antes que os estragos causados sejam maiores.

A mídia no banco dos réus

Por Maurício Caleiro, no blog Cinema & Outras Artes:

O vazamento do inquérito do caso Cacheira-Demóstenes, ao permitir acesso a uma série de evidências acerca de ações coordenadas pelo bicheiro visando fabricar e plantar escândalos na mídia, dirime dúvidas sobre a gravidade das acusações e o grau de envolvimento da imprensa numa operação que, de maneira indubitável, possui viés golpista, atentando contra a ordem constitucional.

O senador, a mídia e o "grand finale"

http://pigimprensagolpista.blogspot.com.br
Por Enio Squeff, no sítio Carta Maior:

As relações naturalmente promíscuas entre membros do Congresso e a contravenção penal, só são uma novidade por terem se desvelado na atual conjuntura. No mais, que tudo tenha acontecido com um moralista de plantão, tido pela grande imprensa como o mais honesto dos congressistas, não chega a ser um enredo para novela de mau gosto. Somerset Maugham no seu conto "A Chuva" põe um pastor a ser flagrado numa relação mais que escandalosa com uma prostituta. Nada que seja pior do que o conluio entre o senador Demóstenes Torres e o contraventor Carlinhos Cachoeira. É que os enredos de novelas e de óperas, quando minimamente coerentes, podem ser inferiores à realidade. A tragédia da ópera "Carmen", de Bizet, baseado no romance homônimo de Prosper Merimée, não é que o protagonista se junta a um bando de contraventores -contrabandistas - para seguir a sua amada - mas o fato, mais que corriqueiro, de que, ao se tornar bandido, acaba também como um assassino.

A mídia e o julgamento do mensalão

Por Marcos Coimbra, na CartaCapital:

Quando os historiadores do futuro fizerem o balanço da época em que vivemos, é bem provável que sobressaiam coisas às quais hoje não damos nenhuma importância. É quase impossível dizer quais serão. Alguém perceberia, em 1960, nos trabalhos de um obscuro engenheiro da Rand Corporation, a semente da internet?

Gurgel, o senador e o bicheiro

Por Luis Nassif, em seu blog:

A revelação das ligações do senador Demóstenes Torres com o bicheiro Carlinhos Cachoeira lança uma sombra de suspeita sobre o procurador geral Roberto Gurgel.

Demóstenes foi elemento central na recondução de Gurgel ao cargo de Procurador Geral, desempenhando papel bastante conhecido em assembléias de acionistas.

Senzala começa a entrar na Casa Grande


Por Dennis de Oliveira, na revista Fórum:

Depois da votação unânime do Supremo Tribunal Federal a favor das cotas raciais nas universidades, fiquei pensando em como o racismo está impregnado fundo na sociedade brasileira. E este racismo se combina com um elitismo que parece até atávico em certas pessoas.

O Ecad e os direitos autorais

Por Ivan Lins e Jandira Feghali, no sítio da deputada Jandira Feghali:

“Samba, agoniza, mas não morre,
 Alguém sempre te socorre,
Antes do suspiro derradeiro”…


Nelson Sargento, carioca, 88 anos, autor deste samba, declarou de público receber alguns poucos reais do Ecad pela execução de suas obras. Chocou as diversas plateias, mas não outros autores e músicos que passam por situação semelhante.

Vidas paralelas: Murdoch e Marinho

Por Paulo Nogueira, no blog Diário do Centro do Mundo:

Rupert Murdoch e Roberto Marinho têm muito mais que as iniciais em comum. Ambos perderam o pai cedo, uma tragédia pessoal que, paradoxalmente, acabou por empurrá-los vigorosamente na indústria da mídia.

Brizola Neto será ministro do Trabalho

Por Altamiro Borges

O repórter Gustavo Gantois, do Portal Terra, acaba de informar que a presidenta Dilma Rousseff finalmente decidiu anunciar o nome do novo ministro do Trabalho. "O deputado federal Brizola Neto (PDT-RJ) vai substituir Paulo Roberto Pinto, que ocupa o cargo há cinco meses como interino. A decisão foi tomada em reunião na manhã desta segunda-feira entre Dilma e o presidente do PDT, o ex-ministro Carlos Lupi".

Aécio Neves e os “fichas sujas”




Por Altamiro Borges

Em sua coluna de hoje na Folha, o cambaleante Aécio Neves, o quase “óbvio” presidenciável tucano, volta a falar sobre corrupção e modelo de gestão. Para ele, a grande novidade das eleições municipais de 2012 será a vigência da Ficha Limpa, que representará “um importante divisor no mundo da política e um avanço no processo de construção do país”.


domingo, 29 de abril de 2012

Serra deu R$ 34 milhões à Editora Abril

Do portal R7:

Um levantamento feito junto ao Diário Oficial do Estado de São Paulo mostra que o ex-governador José Serra, quando ocupava o cargo, pagou cerca de R$ 34 milhões ao longo de um ano ao Grupo Abril, responsável pela publicação da revista Veja.

Socialites são viúvas do Demóstenes

1º de Maio e a histeria da mídia

Por Altamiro Borges

Já virou rotina. Sempre que se aproxima a comemoração do Dia Internacional do Trabalhador, a mídia patronal publica editoriais e “reporcagens” contra o sindicalismo. É a mesma ladainha: as leis trabalhistas são “anacrônicas” e “engessam” o crescimento econômico, há libertinagem nas greves e o Brasil caminha para uma “república sindicalista” – o refrão preferido dos golpistas de 1964.

202 milhões de desempregados no mundo

Por Altamiro Borges

Na véspera das manifestações do 1º de Maio, a Organização Internacional do Trabalho divulgou hoje (29) um estudo que justifica a realização de combativos protestos no mundo inteiro. A OIT prevê que, até o final deste ano, o número de desempregados  deverá passar de 202 milhões – um aumento de seis milhões em relação a 2011.

Efeitos do tuitaço da conta de luz

Por Altamiro Borges

Na última terça-feira (24), milhares de internautas protestaram contra um roubo de R$ 7 bilhões nas contas de energia elétrica. A hashtag “erronacontadeluz” ficou em primeiro lugar no twitter. A manifestação virtual foi organizada pela Frente de Defesa dos Consumidores de Energia Elétrica, composta pelo Instituto de Defesa do Consumidor (Idec), Fundação Procon SP, ONG Proteste e pela Federação Nacional dos Engenheiros.

A origem e o significado do 1º de Maio

Por Altamiro Borges

“Se acreditais que enforcando-nos podeis conter o movimento operário, esse movimento constante em que se agitam milhões de homens que vivem na miséria, os escravos do salário; se esperais salvar-vos e acreditais que o conseguireis, enforcai-nos! Então vos encontrarei sobre um vulcão, e daqui e de lá, e de baixo e ao lado, de todas as partes surgirá a revolução. É um fogo subterrâneo que mina tudo”. Augusto Spies, 31 anos, diretor do jornal Diário dos Trabalhadores.

“Se tenho que ser enforcado por professar minhas idéias, por meu amor à liberdade, à igualdade e à fraternidade, então nada tenho a objetar. Se a morte é a pena correspondente à nossa ardente paixão pela redenção da espécie humana, então digo bem alto: minha vida está à disposição. Se acreditais que com esse bárbaro veredicto aniquilais nossas idéias, estais muito enganados, pois elas são imortais''. Adolf Fischer, 30 anos, jornalista.

“Em que consiste meu crime? Em ter trabalhado para a implantação de um sistema social no qual seja impossível o fato de que enquanto uns, os donos das máquinas, amontoam milhões, outros caem na degradação e na miséria. Assim como a água e o ar são para todos, também a terra e as invenções dos homens de ciência devem ser utilizadas em benefício de todos. Vossas leis se opõem às leis da natureza e utilizando-as roubais às massas o direito à vida, à liberdade e ao bem-estar”. George Engel, 50 anos, tipógrafo.

“Acreditais que quando nossos cadáveres tenham sido jogados na fossa tudo terá se acabado? Acreditais que a guerra social se acabará estrangulando-nos barbaramente. Pois estais muito enganados. Sobre o vosso veredicto cairá o do povo americano e do povo de todo o mundo, para demonstrar vossa injustiça e as injustiças sociais que nos levam ao cadafalso”. Albert Parsons lutou na guerra da secessão nos EUA.


Patrões bancam núcleo sindical do PSDB

Por Altamiro Borges

Na sexta-feira (27), o PSDB promoveu o primeiro congresso do seu “núcleo sindical”, em São Paulo. Para isso, ele precisou contar com uma ajudinha dos empresários – que ajudaram a financiar o evento e ainda “liberaram” os seus funcionários para garantir a plateia. A própria mídia patronal não teve como esconder a cena dantesca, o que mostra o ridículo do “núcleo sindical” tucano.

Os escândalos dos agentes dos EUA

Por Altamiro Borges

Segundo a Folha de hoje, “o Serviço Secreto dos EUA determinou regras de comportamento mais duras para os seus funcionários no exterior, que incluem veto a locais de ‘má reputação’ e a proibição de levar estrangeiros para quartos de hotéis”. A medida decorre dos recentes escândalos envolvendo agentes de segurança ianques em vários países da América Latina.

Veja: jornalismo ou cumplicidade?

Por Fernando Brito, no blog Tijolaço:

Não está em pauta, na CPI do Cachoeira, o sigilo de fontes jornalísticas.

Ninguém se interessa em saber qual foi a fonte do senhor Policarpo Júnior, da Veja, para os oito anos de matérias bombásticas, com gravações de diálogos escusos e revelação de supostos negócios ilegais.

Não tem interesse, porque todos já sabem: Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, o “empresário de jogos”.

sábado, 28 de abril de 2012

#Vejagolpista vai ecoar no Congresso?

Por Altamiro Borges

Pela segunda vez nas duas últimas semanas, a revista Veja é destaque no twitter. Com a hashtag #vejagolpista, ela hoje ocupou os primeiros lugares na rede social a partir de 17h45. Na quarta-feira passada (18), a publicação da famiglia Civita também ostentou por vários minutos o primeiro lugar no Brasil e entre os mais comentados no mundo. Na ocasião, com a hashtag #vejabandida.

Policarpo será rifado pela Veja?

Por Eduardo Guimarães, no Blog da Cidadania:

Se existia dúvida quanto à inclusão da revista Veja no rol dos que serão investigados pela CPI do Cachoeira, a partir do vazamento na internet do inquérito que foi enviado ao Congresso pelo ministro do STF Ricardo Lewandowski, tal duvida virou pó.

PSDB-MG foge de CPI. Por que será?

Por José Dirceu, em seu blog:

Nestes últimos dias da semana, a Assembleia Legislativa de Minas Gerais, de maioria tucana do governador Antônio Anastasia (PSDB), rejeitou a instalação de uma CPI para apurar envolvimento de policiais com empresários ligados ao jogo do bicho e caça-níqueis na região de Juiz de Fora.

Por que Serra está nervoso?

Por Saul Leblon, no sítio Carta Maior:

Avalie as hipóteses desta semana pinçadas das páginas dos jornais diários:

I) a política social do ciclo Lula reduziu à metade a mortalidade infantil no país na década passada, informa o Censo de 2010 do IBGE. No Nordeste a taxa caiu 58,6% entre 2000 e 2010;

II) o governo Dilma acionou os bancos estatais e emparedou a banca privada entre a concorrência e a execração pública: os juros estão em queda sem que a inflação escape ao controle;

Opinião pública, o que é?

Por Mino Carta, na CartaCapital:

Pergunto aos meus reflexivos botões qual seria no Brasil o significado de opinião pública. Logo garantem que não se chama Merval Pereira, ou Dora Kramer, ou Miriam Leitão. Etc. etc. São inúmeros os jornalistas nativos que falam em nome dela, a qual, no entanto, não deixa de ser misteriosa entidade, ou nem tão misteriosa, segundo os botões.

As cotas e a histórica decisão do STF

Editorial do sítio Vermelho:

A decisão unânime do Supremo Tribunal Federal (STF) que aprovou o sistema de cotas raciais representa um enorme, e histórico, passo civilizatório em nosso país. Ela teve a aprovação de dez dos onze juízes que compõem o STF, já que ministro Antônio Dias Tofolli se considerou impedido de fazê-lo por ter defendido as cotas quando foi advogado geral da União no governo Lula.

Daniela Mercury e o show em Israel

Da Frente em Defesa do Povo Palestino:

Cara Daniela Mercury,

Amigos palestinos, admiradores de sua música, nos escreveram assim que souberam que você pretende fazer um show em Israel, em maio próximo.

Como parte do chamado feito pela sociedade civil palestina em 2005 para o Boicote, o Desinvestimento e Sanções (BDS), e inspirado pelo boicote cultural ao apartheid na África do Sul, o povo palestino pede a artistas internacionais que se juntem ao movimento BDS cancelando shows e eventos em Israel, que só servem para igualar o ocupante ao ocupado e, portanto, promover a continuação da injustiça.

Livro analisa a nova "classe média"

Do sítio da Boitempo Editorial:

Presidente do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), Marcio Pochmann lança, pela Boitempo, um estudo sobre a mobilidade na base da pirâmide social brasileira durante o início do século XXI. Nova classe média? analisa as recentes transformações na sociedade e refuta a idéia de surgimento de uma nova classe no País, muito menos a de uma nova classe média.

TVtraço da Folha na madrugada

Por Marco Antonio Araujo, no blog O Provocador:

Pelo visto, o fracasso subiu à cabeça do pessoal da Folha. Não satisfeitos com o miserável pontinho de audiência que seu programa vem amargando nas noites de domingo, às 20h, eles resolveram passar pelo duplo constrangimento de reprisar o tvfolha à meia-noite do mesmo dia.

Jogar Lula contra Dilma é perder tempo

Por Ricardo Kotscho, no blog Balaio do Kotscho:

Conversei com a presidente Dilma e o ex-presidente Lula antes e depois da grande festa de lançamento do documentário Pela Primeira Vez, de Ricardo Sutckert, que narra a despedida do primeiro presidente operário e a posse da primeira mulher presidente, na noite de quarta-feira, no Museu Nacional, em Brasília.

Cachoeira e Veja no Hotel Nahoum

Por Luis Nassif, em seu blog:

São quatro telefonemas entre Carlinhos Cachoeira e Demóstenes Torres sobre a reportagem de Veja no Hotel Nahoum, a invasão do apartamento de José Dirceu e a possibilidade de montagem de uma CPI

1) 2 DE AGOSTO 2011- Araponga Jairo diz a Cachoeira que vai almoçar com “Caneta” (Policarpo Junior). Depois do almoço, relata que Policarpo quer as imagens gravadas no Hotel Naoum.

sexta-feira, 27 de abril de 2012

As “generosidades” entre Aécio e Serra

Por Altamiro Borges

Pelo jeito, José Serra não gostou nem um pouco da entrevista do “amigo” Aécio Neves à Folha. Nela, o senador mineiro afirma que o paulista poderá abandonar novamente, caso eleito, a prefeitura paulistana para se candidatar à presidência da República em 2014. A afirmação não poderia ser pior para o eterno candidato, que tenta apagar a imagem de que traíra outra vez os incautos eleitores paulistanos. De imediato, Serra agradeceu a “generosidade” de Aécio, mas negou a intenção. Alguém acredita!

Mídia tenta abortar CPI da mídia

Por Altamiro Borges

Há uma intensa movimentação dos monopólios midiáticos para evitar que a CPI do Cachoeira apure também as relações do crime organizado com setores da imprensa. A Operação Monte Carlo da PF já confirmou a existência desta promíscua relação – só entre o editor da Veja, Policarpo Jr., e o mafioso Carlinhos Cachoeira, foram mais de 200 telefonemas, além de jantares sinistros. Neles muita coisa deve ter sido tramada para interferir nos rumos políticos do país e para beneficiar alguns negócios “privados”.

A truculência em Belo Monte

Por Altamiro Borges

A truculência contra os grevistas da usina hidrelétrica de Belo Monte, no Pará, é impressionante. Ela envolve vários atores – as poderosas empresas que compõem o Consórcio Construtor de Belo Monte (CCBM), os governos federal e estadual, o Judiciário e a mídia patronal. Ontem (26), após audiência de “conciliação”, o Tribunal Regional do Trabalho da 8ª Região determinou que os 7 mil operários da obra retornassem ao trabalho até a próxima quarta-feira, dia 2. Caso contrário, as punições serão pesadas!

Justiça inocenta Casoy. Uma vergonha!

Por Altamiro Borges

A Justiça acaba de negar uma ação do trabalhador Gilson Silva Sousa exigindo indenização por dano moral contra o apresentador Boris Casoy, da TV Bandeirantes. O processo foi movido devido às declarações preconceituosas do âncora do Jornal da Band na noite de 31 de dezembro de 2009. Na ocasião, diante do vídeo de dois garis desejando feliz ano novo, Boris Casoy explicitou todo o seu elitismo sem perceber um vazamento de áudio: “Que merda... Dois lixeiros desejando felicidades... do alto de suas vassouras... Dois lixeiros... O mais baixo da escala do trabalho”.

Jantar e show no aniversário do Barão

Do sítio do Centro de Estudos Barão de Itararé:

O Centro de Estudos Barão de Itararé comemora, no mês de maio, dois anos de atividades. Para celebrar, o Barão convida a todos os colaboradores, amigos e simpatizantes a sua festa de aniversário. O jantar comemorativo será realizado no dia 18 de maio (sexta-feira), no tradicional restaurante Villa Tavola, em São Paulo. Para animar ainda mais a festa, o jornalista Luís Nassif fará uma apresentação imperdível com seu grupo de chorinho.

Miro Teixeira defenderá a Veja?

Por Antônio Mello, em seu blog:

Se verdadeira uma nota publicada na coluna Painel da Folha de ontem, o deputado Miro Teixeira é o ponta de lança de uma estocada da mídia corporativa em defesa da tese de que jornalistas não podem falar na CPI, sob pena de perda da garantia do sigilo da fonte:

*****

Vacina
O deputado Miro Teixeira (PDT-RJ) vai argumentar na CPI, com base no artigo 207 do Código de Processo Penal, que é vedado o depoimento de testemunha que por ofício tenha de manter sigilo, como jornalistas. O PT tenta levar parte da mídia para o foco da investigação. [Fonte]

Jornal do Engenheiro na TV Aberta SP

Do sítio do Sindicato dos Engenheiros de São Paulo:

O Sindicato dos Engenheiros do Estado de São Paulo (SEESP) estreará o programa “Jornal do Engenheiro” na televisão nesta segunda-feira (30/04), às 23h30, na emissora TV Aberta de São Paulo, nos canais 9 da NET e 72 e 186 da TVA. Ele poderá ser assistido no mesmo dia e horário pela internet no site da TV Aberta. O “Jornal do Engenheiro” será ainda transmitido para 48 cidades do Estado. A grade da transmissão, com dia e horário, será divulgado, em breve, no site do SEESP.

Pela verdade e a justiça no Brasil

Convocatória do Comitê Paulista pela Memória, Verdade e Justiça: 

O Comitê Paulista pela Memória, Verdade e Justiça convida a todos para manifestação pela nomeação dos integrantes da Comissão Nacional da Verdade. O ato tem concentração prevista para as 16h30 da sexta-feira, dia 27, no vão do Masp, na avenida Paulista, de onde nos encaminharemos para o gabinete da Presidência da Republica em São Paulo que encontra-se na Avenida Paulista com a rua Augusta. A chegada é prevista para as 17,h00, quando militantes de organizações solicitarão a indicação imediata dos membros da Comissão Nacional da Verdade.

A terceira derrota de Ali Kamel

Por Rodrigo Vianna, no blog Escrevinhador:

O Ali Kamel, diretor da Globo, levou uma sova no STF. Por 10 x 0 (dez votos a zero), o tribunal decidiu que são constitucionais - sim!!! – as quotas para negros nas universidades brasileiras.

Kamel, como se sabe, nega que haja racismo no Brasil. “Não somos racistas” é o título de um livro dele. Kamel é contra as quotas. E não está sozinho. Outros ideólogos contra as quotas são Demetrio Magnoli, ex-trotskista hoje especializado em dizer o que a Globo gosta de ouvir, e Demostenes Torres, amigo de sala e cozinha de Carlinhos Cachoeira.

Brasil já é terceiro credor dos EUA

Por Mauro Santayana, em seu blog:

Até agora, ninguém deu a notícia. Com 372 bilhões de dólares em reservas internacionais, o Brasil acaba de se converter, aplicando mais da metade delas em “treasuries”, no terceiro maior credor individual externo dos Estados Unidos, como pode ser visto na própria página oficial do tesouro norte-americano. O acúmulo de reservas internacionais, cujo custo de carregamento tem caído em linha com a redução da taxa Selic, serve para valorizar o dólar com relação ao real, favorecendo nossas exportações, e é, sobretudo, uma arma geopolítica, que mantêm em situação positiva a imagem do Brasil frente às agências internacionais de classificação de risco e em uma posição de força em organismos como o G-20, o Banco Mundial e o FMI.

STF derrota a tese da guerra civil

Foto: Nelson Jr./SCO/STF 
Por Luiz Carlos Azenha, no blog Viomundo:

Eu defendo as cotas raciais. Acredito que devam ser resultado de ações afirmativas adotadas no âmbito de cada instituição como, aliás, tem sido o caso no Brasil.

Respeito todos aqueles que argumentam contra as cotas, mas algumas das “teses” defendidas por eles são claramente risíveis.

Globo inventa briga entre Lula e Dilma

Por Eduardo Guimarães, no Blog da Cidadania:

É muito grave o que fez o Jornal Nacional na noite da última quarta-feira. O telejornal exibiu matéria do repórter Ari Peixoto que relata uma suposta conversa entre o ex-presidente Lula e a presidente Dilma Rousseff que não resiste a 30 segundos de reflexão. Abaixo, a locução do repórter.

Murdoch expõe relações mídia e poder

Por Marcelo Justo, de Londres, no sítio Carta Maior:

Os dias de comparecimento do magnata multimidiático australiano Ruppert Murdoch e de seu filho James diante da Comissão Leveson estão começando a deixar um rastro de vítimas. O testemunho de James na terça-feira e a publicação dos email’s que trocou com seu lobista Frederic Micel pela aquisição do pacote acionário da BSkyB, provocaram a saída, quarta-feira ao meio-dia, de Adam Smith, assessor especial do ministro da Cultura Jeremy Hunt, que por sua vez foi jogado contra as cordas.

A irritação do presidente do PSDB

Por Leandro Fortes, na CartaCapital:

O que antes era só uma acusação, agora está documentalmente provado: no dia 7 de fevereiro passado, os deputados tucanos Rogério Marinho (RN) e Sérgio Guerra (PE), acompanhados de um assessor ainda não identificado, participaram de um ato de destempero no sétimo andar do anexo IV da Câmara dos Deputados, em Brasília. Estimulado por Guerra, que é presidente nacional do PSDB, Marinho simplesmente arrancou um cartaz de propaganda do livro “A Privataria Tucana”, do jornalista Amaury Ribeiro Jr., então afixado na porta do gabinete do deputado Protógenes Queiroz (PCdoB-SP). CartaCapital teve acesso às imagens captadas pelas câmeras de segurança pelas quais se constata, quadro a quadro, como dois parlamentares do maior partido de oposição do País se comportam de forma pouco democrática nas dependências do Congresso Nacional.

A concentração na TV por assinatura

Da Rede Brasil Atual:

Sete estados concentram 79% dos domicílios que dispõem de televisão por assinatura no país. Balanço da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) divulgado hoje (26) mostra que São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Paraná, Santa Catarina e Distrito Federal têm 10,8 milhões de um total de 13,6 milhões de contratos.

A CPMI e os demais desafios nacionais

Editorial do sítio Vermelho:

A instalação da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) do Congresso Nacional para apurar o tráfico de influência entre o contraventor Carlinhos Cachoeira, empreiteiras, deputados, senadores e outras autoridades é fato alvissareiro que não pode deixar de ser saudado pelas forças democráticas e populares e pela opinião pública.

quinta-feira, 26 de abril de 2012

Racistas do DEM são derrotados no STF

Por Altamiro Borges

Por unanimidade, o Supremo Tribunal Federal (STF) acaba de aprovar a manutenção do sistema de cotas raciais nas universidades públicas. O placar foi de dez a zero. Apenas o ministro Dias Toffoli declarou-se impedido de votar. Advogado da União no governo Lula, ele já expedirá parecer favorável às cotas. Daí a justificativa para o seu impedimento.

O Globo teme “águas turvas” da CPI

Por Altamiro Borges

Em editorial hoje (26), o jornal O Globo se mostra bastante preocupado com o rumo das investigações da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), composta por senadores e deputados federais, que vai apurar as criminosas ligações do mafioso Carlinhos Cachoeira com o ex-demo Demóstenes Torres, o governador tucano Marconi Perillo e alguns veículos da mídia, entre outras figuras envolvidas.

Roberto Freire e o caça-níquel

Por Altamiro Borges

O jornalista Tales Faria, da coluna Poder Online do IG, publicou uma curiosa notinha no sábado (21):

*****

Roberto Freire ignora CPI do bicheiro e testa a sorte em caça níquel

Na semana em que foi instalada uma Comissão Parlamentar de Inquérito para investigar as ligações entre o senador Demóstenes Torres e o bicheiro Carlinhos Cachoeira, o deputado federal Roberto Freire (PPS-SP) foi visto num cassino em Punta del Leste.

Freire estava testando a sorte, ontem, numa máquina caça níquel. Animado, ele carregava no pescoço uma espécie de cartão fidelidade.

O tucano Perillo ruma para o abate

Por Altamiro Borges

O PSDB tem feito de tudo para livrar a cara do governador de Goiás, Marconi Perillo, acusado de estreitas relações com o mafioso Carlinhos Cachoeira. Até José Serra jurou em entrevista que daria “um voto de confiança” ao amigo – ele também queria Arruda, ex-governador do Distrito Federal preso por corrupção, com o seu “vice-careca”. Mas com a instalação da CPI, o tucano metido a “ético”, que até já sonhou em ser presidente da República, parece caminhar para o abate.