sexta-feira, 25 de março de 2016

O ódio chega ao bispo Dom Odilo

Por Renato Rovai, em seu blog:

O cardeal de São Paulo, dom Odilo Pedro Scherer, foi atacado na manhã desta quinta (24), na Catedral da Sé, por uma mulher que aos berros o xingava de comunista e que dizia não aceitar que gente como ele destruísse a a igreja dela.

Exatamente o mesmo discurso daqueles que agrediram a Isadora no Masp porque ela pedalava numa bicicleta vermelha. A terra é deles, o dinheiro é deles, o país é deles, a Igreja é deles, porque eles são os cidadãos de bem.

Segundo post do Jornalistas Lives divulgada nas redes sociais e post do Vermelho, Dom Odilo levantou-se com ajuda das pessoas em volta e seguiu caminhando e abençoando as pessoas na catedral lotada. Tudo aconteceu durante a missa dos Santos Óleos, que abre as celebrações do Tríduo Pascal.

Segundo a cúpula da Igreja em São Paulo, a mulher não identificada apresentava evidentes sinais de desequilíbrio, mas os padres ouvidos por Jornalistas Livres estavam preocupados com a agressão no contexto da crise política nacional

O que os porta-vozes da Igreja não disseram é que a psicopatia social é alimentada pela mídia brasileira. Esse ódio não se produz pela ingestão de alfaces ou por conta da cerveja brasileira que é de má qualidade. Ela se produz por uma indústria de propaganda que é movida por bilhões de reais. E que hoje ataca seletivamente aqueles que não rezam, no sentido quase literal, na sua cartilha.

O Vermelho postou o vídeo do Jornalistas Livres. Se tiver curioso pra ver a cena, passa lá.

3 comentários:

Anônimo disse...

Para chamar o D. Odílio de comunista, precisa ser "louca" mesmo ... !!!

Anônimo disse...

A típica coxinha alucinada.
Branca, Loira e com uma expressão insana no rosto!!!!

Carlos Menezes disse...

Se até o papa da globo tá apanhando...