domingo, 6 de março de 2016

Sem retorno! Globo radicalizará o golpe!

Por Altamiro Borges

A Rede Globo, da bilionária famiglia Marinho, chegou a um ponto de não-retorno! Com a “condução coercitiva” do ex-presidente Lula na sexta-feira (4), forjada pelo fascista que “faz a diferença” Sergio Moro, ela decidiu apostar todas as suas fichas no golpe. Ela segue com a tática de “sangrar” Dilma e “matar” Lula, mas não descarta a própria tese da derrubada do governo eleito democraticamente em outubro de 2014. Na TV aberta, a Globo alterou a grade de programação para criar o clima de terror na sociedade. Na TV fechada, ela escalou o seu time de jornalistas-jagunços para exibir argumentos favoráveis à conspiração. Já a rádio CBN, que toca mentiras, verte veneno a todo segundo. E no jornal O Globo e no seu site, os “calunistas” já pregam abertamente a volta dos militares.

Merval Pereira e Ricardo Noblat, dois capachos da famiglia Marinho, explicitaram neste final de semana o desespero golpista. O “imoral” da ABL obrou o texto intitulado “Em busca da saída”, onde especula que “já há algum tempo, diante do agravamento da crise político-econômica, militares de alta patente estão conversando com lideranças civis de diversos setores da sociedade, e agora consideram que está na hora de o mundo político encontrar saídas constitucionais para o impasse em que estamos metidos”. Para Merval Pereira, “alguma coisa terá que ser feita, e rápido" para conter “as milícias petistas”, Já Ricardo Noblat postou em seu blog que “a crise ganhou um novo componente. Ele veste farda e tem porte de arma... Os generais estão temerosos com a conjugação das crises política e econômica... Cobram insistentemente aos seus interlocutores do meio civil para que encontrem uma saída... Mas pedem pressa”.

Nesta cavalgada golpista não há espaço para nenhum prurido “jornalístico”. A famiglia Marinho não vai recuar um milímetro no seu intento golpista e dane-se a fantasia da “neutralidade da imprensa” – que só ilude os midiotas. Como no suicídio de Getúlio Vargas, na desestabilização de JK e no golpe contra Jango, o império global está decidido a fazer valer, custe o que custar, os seus interesses políticos, econômicos e mercenários. A batalha em defesa da democracia, agora, será travada nas ruas, como o apoio das redes sociais na disputa de ideias. O que pode conter o golpe é a resistência popular, que se fez sentir de forma imediata e vibrante no momento da “condução coercitiva” de Lula – e que assustou a famiglia Marinho e seus satélites no aparelho de Estado e na oposição.

A Frente Brasil Popular, que reúne mais de 80 movimentos sociais brasileiros, está consciente de que as ruas definirão o futuro do país. Em uma plenária de urgência, realizada na sexta-feira na quadra do Sindicato dos Bancários de São Paulo, mais de 4 mil lutadores decidiram intensificar a mobilização popular nos próximos dias. Entre outras iniciativas, foi aprovado:

“1) Construir plenárias de mobilizações da FBP em todos os estados, e se possível nos principais municípios para debater a conjuntura e se preparar para o calendário de lutas; 2) Fortalecer o 8 de março, pautando a defesa da democracia e a solidariedade a Lula, garantindo o protagonismo das mulheres; 3) Construir no dia 18/03 atos em todas as capitais, e nas cidades em que for possível, com a pauta da defesa da democracia e contra o golpe; 4) Manter a preparação para o ato do dia 31/03, com ênfase em Brasília; 5) Consolidar nos estados Grupos de Trabalho de comunicação da FBP, construindo uma dinâmica permanente de trabalho, para quebrar o bloqueio midiático; 6) Reforçar a necessidade de estarmos em estado permanente de vigília neste período, além de promover o esforço de unificação das atividades com outras forças que ainda não compõem a FBP”.

A guerra está declarada e a Rede Globo é o núcleo central da conspiração golpista. Neste sentido, as mobilizações diante das sedes da emissora, como as que ocorreram em Brasília na sexta-feira e no Rio de Janeiro neste domingo – sempre carregadas de irreverência e combatividade –, também podem ser incluídas na agenda dos movimentos sociais nos próximos dias. É preciso denunciar a conspiração da famiglia Marinho, que garante os holofotes ao “justiceiro” Sergio Moro, aos irresponsáveis da oposição conservadora e aos grupelhos fascistas que já agendaram novas marchas pelo impeachment de Dilma. Não há mais tempo para contemporização, vacilações, conchavos ou diletantismo. Só as ruas derrotarão os golpistas!

Em tempo: A cavalgada da famiglia Marinho chegou ao ponto de fraudar uma nota do Instituto Lula, conforme a nota divulgada neste domingo (6):

*****

Rede Globo frauda nota do Instituto Lula outra vez

Leia aqui a íntegra da nota enviada pelo Instituto Lula ao Jornal Nacional para ser lida na edição de sábado (5/03). Em negrito, os trechos censurados pela Globo.

“1) O ex-presidente Lula sempre esteve à disposição das autoridades para esclarecer a verdade e repudia qualquer insinuação diferente disso. O Instituto Lula e a LILS forneceram voluntariamente todos os dados solicitados pelo Ministério Público Federal e pela Receita Federal, que recebeu todas as informações em janeiro. A firme reação da sociedade aos abusos cometidos ontem pela Operação Lava Jato deve servir de alerta aos investigadores para que não persistam em atuar fora da lei.

2) A Operação Lava-Jato prestará um serviço ao estado de direito se apurar e punir o vazamento do sigilo bancário e fiscal do ex-presidente Lula e dos Instituto Lula para a revista Veja e para as Organizações Globo.

3) O Instituto Lula e a empresa LILS Palestras não têm apenas receitas, também têm despesas, como qualquer instituição. A insistência dos procuradores da Lava Jato em divulgar apenas parte da contabilidade, misturando entidades e recursos distintas, com clara intenção difamatória, é uma vergonha para a instituição do Ministério Público.”

Não é a primeira vez que o telejornal da Família Marinho censura, distorce e frauda as manifestações do Instituto Lula apresentadas, cinicamente, como “outro lado” de seu noticiário faccioso em relação ao ex-presidente Lula.

Na edição deste sábado, a Globo dedicou 4 minutos e 15 segundos a um vídeo que misturava fofocas de policiais anônimos com acusações sem fundamento do Ministério Público Federal (Força Tarefa) ao ex-presidente.

Estas acusações, levianas e irresponsáveis, foram lidas pela repórter, sobre uma reprodução cinematográfica do texto.

Em mais uma exibição de sua falsa imparcialidade, seguiu-se um vídeo de menos de 30 segundos com cenas do ex-presidente Lula, durante os quais se informou laconicamente que o ex-presidente “negou todas as acusações”.

Mas negou como? Com que argumentos, se eles foram omitidos na reportagem? Que espécie de “outro lado” é esse, onde o Ministério Público fala o que quer, pela voz da repórter, pela reprodução de seus documentos, pelas cenas exibidas ao longo de 4 minutos e 30 segundos de acordo com o enredo da acusação, e Lula simplesmente “nega”?

Além disso, se o Jornal Nacional dá tanta importância ao vazamento de informações na Operação Lava Jato, por que não mencionou em sua reportagem principal, de 5 minutos e meio, o tweet do editor ególatra da revista Época, que antecipou a 24ª fase na madrugada de sexta-feira?

Mais do que manipulador, o jornalismo da Globo é desonesto. Ao solicitar manifestação da assessoria do Instituto Lula, a produção do Jornal Nacional escondeu o inteiro teor da reportagem, prática antijornalistica que também se tornou habitual. É o que se pode comprovar no email enviado pela produção à assessoria do Instituto Lula:

***

Data: 5 de março de 2016 19:10

Assunto: NOTA PARA O JORNAL NACIONAL DE HOJE

Para: "IMPRENSA@INSTITUTOLULA.ORG"

Boa noite

O Jornal Nacional está fazendo uma reportagem que vai tratar sobre a busca e apreensão no Instituto Lula.

Segundo apuração da nossa reportagem em Curitiba, a Polícia Federal abriu um inquérito para apurar se houve vazamento de informações sobre a operação. O que o Instituto tem a dizer?

A reportagem vai abordar ainda os valores recebidos pela (LILS) empresa de palestras do Ex- Presidente Lula e pelo Instituto. São quase 30 milhões de reais, de seis empreiteiras entre 2011 e 2014. O que tem a dizer?

***

A mensagem foi encaminhada às 19h10, faltando 1 hora e 20 minutos para o Jornal Nacional ir ao ar, a resposta precisaria ser dada até as 20h. Isso mostra que não houve a menor intenção de apurar seriamente os fatos, checar informações duvidosas, dar a Lula a mesma oportunidade de responder que a Lava Jato teve para acusar.

Isso não é, nunca foi e nunca será jornalismo. É o exercício cotidiano da censura, da manipulação e da fraude, numa concessionária de serviço público que constrange e envergonha os verdadeiros profissionais da imprensa.


*****

Leia também:




3 comentários:

Unknown disse...

Hoje todo pobre faz Faculdade #‎SomosTodosLula https://www.youtube.com/watch?v=svH4ghmPveU

Crowsilver disse...

http://www.estadao.com.br/noticias/geral,o-chefe-do-bando,10000019764

marcio ramos disse...

Tem que ocupar a Globo...