terça-feira, 24 de maio de 2016

Gilmar Mendes e "o esquema do Aécio"

Por Jeferson Miola

A conversa entre os delinqüentes Sérgio Machado e o ainda senador Romero Jucá é a revelação mais completa – até o momento, porque certamente surgirão outras revelações ainda mais elucidativas – sobre a conspiração montada para a perpetração do golpe de Estado no Brasil através da farsa do impeachment. De tão minuciosa e tão rica em detalhes, esta peça permite realizar uma profunda autópsia do golpe.

Aécio Neves, um campeão de menções em listas de corrupção e depoimentos de corruptos – e campeão de investigações abafadas e engavetadas – por óbvio não ficaria fora da conversa dos dois delinqüentes que hoje estão no PMDB, mas já pertenceram aos quadros do PSDB.

Comentando a inviabilidade eleitoral de Aécio devido ao envolvimento do presidente do PSDB em corrupção, Sérgio Machado disse: “O Aécio, rapaz... O Aécio não tem condição, a gente sabe disso. Quem que não sabe? Quem não conhece o esquema do Aécio? Eu, que participei de campanha do PSDB...”. Jucá responde, concordando: “É, a gente viveu tudo”.

De acordo com eles, todo mundo conhece “o esquema do Aécio”. Mas, incrivelmente, Gilmar Mendes age como se não conhecesse “o esquema do Aécio”.

É fato notório que as citações ao Aécio, a outros tucanos e ao PSDB em várias denúncias de corrupção raramente culminam na abertura de processos criminais na Polícia Federal, no Ministério Público e no Judiciário. E, quando por sorte são abertas, em quase 100% dos casos as investigações são arquivadas. Em março passado, por exemplo, o sortudo Aécio Neves ganhou o prêmio de arquivamento da denúncia do doleiro Alberto Youssef contra ele.

Gilmar Mendes é recordista em arquivamentos e abafamentos de escândalos envolvendo os tucanos e as pessoas, os empresários e políticos aliados do PSDB. Ele também tranca a votação de processos por mais de ano quando a matéria contraria interesses tucanos como, por exemplo, na ADIN que proibia o financiamento empresarial de eleições.

No curto intervalo de quatro dias, entretanto, este mesmo Gilmar agiu com uma rapidez incrível para favorecer Aécio. E fez isso em duas decisões: no dia 12 de maio, o juiz tucano do STF suspendeu a coleta de provas de uma investigação sobre “o esquema do Aécio” em Furnas e impediu os depoimentos do Aécio e de testemunhas do caso.

No dia 16 de maio, Gilmar devolveu o processo do Aécio à Procuradoria da República para reavaliar se caberia a denúncia; porque ele, Gilmar, considerou “não haver elementos novos que justificassem a continuação da investigação” [sic].

Se, como perguntam os delinqüentes “Quem que não sabe? Quem não conhece o esquema do Aécio?”, por que só Gilmar Mendes não conhece “o esquema do Aécio”? O que mais falta a Gilmar Mendes, além de decência e imparcialidade, para que ele passe, definitivamente, a conhecer “o esquema do Aécio”?

5 comentários:

Anônimo disse...

Isso leva a crer que Gilmar Mendes faça parte do esquema do Aecio

Augusto fonseca disse...

Eu havia falado meses atras que tava tudo dominado..ai esta a comprovação. .pergunto eu..e agora o que vai acontecer. ..?

Anônimo disse...

Ou, o Brasil acaba com o Gilmar, ou, o Gilmar acaba com o Brasil !!!

Naylson Brasil disse...

PSDB:
Os protegidos da lei!
Ezibição Globo.

Marcio Marconato disse...

Isso também leva a crer que Gilmar Mendes é um dos braços do golpe no STF conforme o áudio de Jucá quando revela que tem acesso à "alguns" ministros do supremo (com minúscula mesmo)