quarta-feira, 18 de maio de 2016

Pesquisa da CNI inicia ataque à Previdência

Por Fernando Brito, no blog Tijolaço:

A CNI publicou hoje uma pesquisa – de encomenda, nos dois sentidos – em que se afirma que a maioria dos brasileiros concorda com o estabelecimento de idade mínima para a aposentadoria.

Marota como o julgamento de Eduardo Cunha, a pesquisa foi feita pelo Ibope no início de dezembro do ano passado e divulgada só agora, quando é possível, politicamente, lançar o ataque aos trabalhadores.

Para quem não for olhar os detalhes, parece que é um apoio à desgraçada ideia do “plano Temer”, contido no tal documento “Uma ponte para o futuro” de elevar para 65 ou 67 anos o mínimo para que alguém possa se aposentar.

É que a pesquisa tem maioria de 65% de pessoas que acham que deve haver idade mínima para aposentadoria de forma genérica.

Ora, contra alguém se aposentar aos 40 anos de idade, eu, você e as torcidas do Flamengo, do Corinthians e a do Galo, todos somos.

Quando se vai ver o pouco dos números que são divulgados, mesmo a idade de 60 anos como o mínimo – que é muito abaixo dos 65 ou 67 anos que pensa a turma do Temer – cai para apenas 17%.

Claro que para muitos isso não é importante. Veja-se o apoio que teve, por exemplo, a PEC da Bengala para o Judiciário.

Mas é o sinal para darem a partida no projeto que defendem.

Não vai ser fácil fazerem passar algo monstruoso.

Mas é o que o “mercado” quer.

Tanto que “guardou” a pesquisa e só a deu agora. Seriedade e equilíbrio é o que você vai menos ver nesta história.

Vai ser uma batalha renhida, podem crer. E Temer quer adiá-la até, pelo menos, confirmar-se a derrubada de Dilma, porque sabe do seu potencial explosivo.

A questão é se os donos do Brasil querem, porque estão ávidos e desejando que se faça tudo de uma vez.

1 comentários:

Antonia Cruz disse...

Tenho 35 anos de contribuição. Trabalho e vou me aposentar queira #TemerGolpista ou não. Não vou contribuir a vida inteira e só quando estiver morrendo me aposentar.