segunda-feira, 22 de janeiro de 2018

Rede Globo é ocupada no Rio de Janeiro

Por Altamiro Borges

Principal protagonista do golpe que depôs Dilma Rousseff e alçou ao poder a quadrilha de Michel Temer e maior responsável pela campanha de ódio contra o ex-presidente Lula, a Rede Globo agora paga os seus pecados. Na manhã desta segunda-feira (22), a sede da empresa no Jardim Botânico, Rio de Janeiro, foi ocupada por ativistas dos movimentos sociais. Segundo relato do jornal Brasil de Fato, “cerca de 150 pessoas estão acampadas no prédio da emissora. A ação é organizada por movimentos populares e tem por objetivo denunciar o empenho da emissora na condenação do ex-presidente Lula e da democracia”.

5 bilionários e 100 milhões de miseráveis

Por Altamiro Borges

É público e notório que a cloaca empresarial orquestrou, financiou e incentivou a cavalgada golpista que resultou no impeachment de Dilma Rousseff e na chegada ao poder da quadrilha de Michel Temer. Entidades patronais, como a Fiesp (indústria), a Febraban (banqueiros) e a CNA (ruralistas), distribuíram patinhos amarelos e divulgaram mensagens de apoio ao golpe dos corruptos. Agora, um relatório da ONG britânica Oxfam, que será apresentado no Fórum Econômico Mundial em Davos, na Suíça, ajuda a entender os motivos desta conspiração. A chamada elite – ou “zelite” – quer manter e ampliar os seus privilégios. Ela nunca teve e nunca terá qualquer compromisso com a democracia. O golpismo e o fascismo estão no seu DNA.

Alô, classe média: precarização vai te pegar

Por Fernando Brito, no blog Tijolaço:

A classe média, tola como é, acha que a precarização do trabalho vai atingir apenas os “inferiores” – faxineiras, vendedores, a turma sem qualificação – faria bem em ler a entrevista do sociólogo Ruy Braga, professor da Universidade de São Paulo, na Folha deste domingo.

Ele antecipa o que, no jornalismo, já sabemos que vem crescendo, a precarização do trabalho: não temos mais emprego, mas apenas trabalho sem direitos, em troca do benefício “imediato” de ser “pessoa jurídica”.

O que está em jogo em Porto Alegre

Por Ricardo Kotscho, em seu blog:

O julgamento de Lula no TRF-4, em Porto Alegre, nesta quarta-feira, é só o cumprimento de um ritual para confirmar sua condenação em segunda instância.

A única dúvida restante é o placar final: 3 a 0 ou 2 a 1 pela condenação.

Lula já estava condenado antes de Sergio Moro anunciar sua sentença no ano passado, a partir do momento em que o juiz se aliou aos procuradores da Lava Jato que fizeram a denúncia do triplex nos interrogatórios do ex-presidente.

UNE instala sede em Porto Alegre

Por Naira Hofmeister, no site Vermelho:

Pela segunda vez em sua história de 80 anos, a União Nacional dos Estudantes (UNE) vai transferir sua sede física de forma temporária para outra localidade. Um ato na próxima segunda-feira, às 13 horas, marcará a instalação da Executiva Nacional na sede do Diretório Central dos Estudantes da Ufrgs, em Porto Alegre.

“Vamos repetir um gesto que fizemos em 1961, durante a Legalidade. Entendemos que estamos vivendo um processo de ruptura democrática muito semelhante àquele e defendemos o direito de Lula ser candidato à presidência da República”, explicou a diretora de comunicação da UNE, Nágila Maria, estudante de psicologia da Universidade Federal da Bahia.


"Coxinhas" se consagram no Carnaval

Por Kiko Nogueira, no blog Diário do Centro do Mundo:

Eles deram os primeiros espasmos em 2014, quando mandaram Dilma tomar no c… na abertura da Copa.

Viram que tinham voz e, sobretudo, plateia para exercer sua falta de civilidade, de modos e de inteligência.

Pegaram impulso ao longo dos anos seguintes, puxados pelas milícias do MBL, Vem Pra Rua, Revoltados Online, entre outros.

Invadiram as ruas pelo impeachment, apareceram na televisão, deram entrevistas, ficaram famosos, criaram coreografias vexaminosas.

Os vivos-mortos e a hora do confronto

Por Aldo Fornazieri, no Jornal GGN:

As denúncias envolvendo os mal-feitos de Bolsonaro e de seus filhos representam a queda do último baluarte do golpismo. Em poucos meses, Bolsonaro virará quase nada. Ele foi o último refugio das hordas moralistas iradas que tomaram as ruas para derrubar a presidente Dilma. Foi, sem dúvida, um impressionante clamor por moralidade. Mas foi um movimento comandado por moralistas sem moral, por hipócritas de todas as espécies, por cínicos, por despudorados. Uns queriam o poder para se salvarem. Outros o queriam para continuar na senda do crime e da corrupção. Quase todos queriam bloquear e reduzir as parcas conquistas de direitos e de bem estar por parte dos mais pobres.

Sérgio Cabral e a humilhação escravista

Por Haroldo Lima, no Blog do Renato:

“Verdadeiramente eu vivo num tempo sombrio”, disse Bertold Brecht quando crescia o nazismo na Alemanha. Angustiado, indagava “que tempo é este em que uma conversa sobre árvores chega a ser uma falta, pois implica em silenciar sobre tantos crimes?”. E, inquieto, perquiria aos insensíveis: por que a “frieza baixou” sobre tanta gente?

Tudo isso nos acode quando vemos, a 18 deste mês, em pleno século XXI, o aparato Judicial/Policial Federal do Brasil exibir, abertamente, a todo o país e ao mundo, a cena de uma pessoa, sob sua guarda, sendo humilhada de uma das formas pelas quais o Brasil escravocrata humilhava, bestialmente, os escravos, acorrentando seus pulsos, braços e pés. Porque foi assim que as coisas se deram.

O day after: a esperança assume o comando

Por Saul Leblon, no site Carta Maior:

Não é fácil voltar a sonhar depois de submergir na escuridão de um pesadelo sem fim.

Na história dos golpes de Estado, a insônia política revira as vísceras da perplexidade e da decepção.

A prostração física e existencial se realimenta das adversidades materiais magnificadas pela ofensiva do algoz.

Frustrações ferem a autoestima coletiva o que não raro esgarça elos pessoais, até os mais estreitos.

Não atinge apenas ‘a companheirada’ - como o acicate conservador rotula a consciência de classe que tanto sabota porque teme.

No caso de Lula, a injustiça é flagrante

Por Guilherme Boulos, na revista CartaCapital:

Na quarta-feira 24, o Tribunal Regional Federal da 4ª Região julgará o recurso apresentado pelo ex-presidente Lula após a condenação em primeira instância pelo juiz Sergio Moro. Será um momento crucial da vida política brasileira. Os desembargadores estarão diante de uma encruzilhada: sustentar a farsa judicial de Moro ou constatar a absoluta falta de provas e, assim, reverter a decisão.

A ação do Ministério Público Federal, comandada pelo fanático Deltan Dallagnol, e posteriormente a sentença de Moro contra Lula foram evidentemente políticas.

Disputa eleitoral e guerra nas comunicações

Por Laurindo Lalo Leal Filho, na Revista do Brasil:

Entramos em um novo ano eleitoral com mais dúvidas do que certezas. Há quem duvide até da possibilidade de termos eleições presidenciais em 2018. E não é para menos. Volta-se a falar em parlamentarismo, rejeitado duas vezes pelo voto popular em nossa história, mas que ressurge como um fantasma capaz de impedir o livre exercício presidencial, no temor de que este venha a ser conduzido por ideias e ações desenvolvimentistas e populares.

Temer faz declaração de ódio ao trabalhador

Por João Paulo Cunha, no jornal Brasil de Fato:

Os brasileiros que adoram encher a boca para falar do “Primeiro Mundo” devem ter lido a notícia publicada recentemente: Alemanha quer reduzir a jornada de trabalho para 28 horas semanais. Os argumentos, como é próprio dos alemães, são estritamente racionais: garantia de pleno emprego, melhoria das condições de vida e solidariedade social. Afinal, com a jornada reduzida, as pessoas teriam mais tempo para cuidar de si e dos familiares mais velhos.

Defender Lula é defender a democracia

Do blog Resistência:

No último sábado (20), a Direção nacional do Centro Brasileiro de Solidariedade aos Povos e Luta pela Paz (Cebrapaz) lançou uma Declaração de Solidariedade com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, vítima de um abusivo e persecutório processo judicial. Seu recurso será julgado na próxima quarta-feira (24). O povo brasileiro e os povos de todo o mundo acompanham com indignação as torpes manobras visando a condenar o maior líder popular da história do país. Leia abaixo a íntegra.

domingo, 21 de janeiro de 2018

Temer vai pedir a benção em Davos

Por Altamiro Borges

De 23 a 26 de janeiro, em Davos (Suíça), ocorrerá mais uma versão do Fórum Econômico Mundial, que reúne anualmente a cloaca burguesa do mundo inteiro – aquele 1% de ricaços que exploram e humilham bilhões de pessoas e devastam o planeta. O golpista Michel Temer confirmou sua presença. Com certeza, ele irá ao convescote para pedir benção aos donos do capital e para ofertar – de bandeja – o patrimônio público e as riquezas naturais do país. Como falsário profissional, o usurpador usará o evento para divulgar os “feitos” do covil golpista. Isto se encontrar plateia para suas falácias, já que o Brasil perdeu terreno no cenário mundial desde o golpe dos corruptos que depôs Dilma Rousseff e alçou ao poder a quadrilha de Michel Temer.

Globo vai cortar salário dos “medalhões”

Por Altamiro Borges

O império global – com suas emissoras de tevê aberta e a cabo, suas rádios, seus jornais, suas revistas e seus sites – jura de pé junto que a economia está melhorando e que o Brasil caminha celeremente para o paraíso. O Jornal Nacional da TV Globo, assistido por milhões de famílias, é o principal propagandista do “milagre” produzido pela quadrilha de Michel Temer-Henrique Meirelles. Mas, lá no fundo, nem a famiglia Marinho acredita nessa conversa fiada que só engana os “midiotas” mais tacanhos. Prova disto é que a empresa está reduzindo drasticamente os seus “custos operacionais”, o que deve atingir inclusive os badalados “medalhões” da emissora – como aponta o jornalista Ricardo Feltrin em matéria postada no site UOL neste sábado (20).

Lula agora; depois a sua aposentadoria!

Foto: Ricardo Stuckert
Por Altamiro Borges

O noticiário econômico da mídia rentista já dá como certa a condenação de Lula no “julgamento” que ocorrerá no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) na quarta-feira (24). O poderoso “deus-mercado”, que orquestrou e financiou o golpe que depôs Dilma Rousseff e alçou ao poder a quadrilha de Michel Temer, está ansioso para afastar esse “fantasma” que ainda perturba seus projetos destrutivos e regressivos. Com Lula condenado, apostam os abutres financeiros, as megacorporações empresariais e a imprensa privada, o covil golpista terá ainda maior liberdade para corromper os parlamentares e impor as suas maldades. A contrarreforma da Previdência, que acaba com a aposentadoria de milhões de brasileiros, será o próximo passo!

A verdadeira história do triplex do Guarujá

Brasil: reconolização ou refundação?

Foto: Ricardo Stuckert
Por Leonardo Boff, em seu blog:

Por razões de saúde na minha família, não pude estar neste evento no teatro OI Casagrande, no Leblon, pela democracia e pela elegibilidade do ex-presidente Lula. Como forma de estar presente envio este texto de reflexão.

Companheiros e companheiras, querido amigo e presidenciável Lula (lá onde estiver).

Saúdo a vocês todos e a todas que não se renderam à covardia, à mentira oficial e mediática, à explícita cumplicidade do Judiciário e à geral venalidade de boa parte da classe política.

Cabral acorrentado e o arcaísmo da Lava-Jato

Por Cynara Menezes, no blog Socialista Morena:

Para quem ainda se recusava a enxergar que não é Justiça o que se pratica na operação Lava-Jato, mas justiçamento, as fotos de Sérgio Cabral algemado e com os pés acorrentados não deixam margem a dúvidas. Evocam fanáticos religiosos simpatizantes dos métodos da Inquisição e não juízes e procuradores do século 21. Houvesse a possibilidade de queimar o ex-governador em praça pública, eles o fariam. Sdds Torquemada.

O país que a TV Globo quer. Cuidado!

Por Denise Assis, no blog Cafezinho:

Qualquer que seja o resultado do julgamento de apelação no TRF-4, que poderá corroborar ou não a sentença dada pelo juiz Sérgio Moro, condenando o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a nove anos e meio de prisão, no próximo dia 24, ele será determinante para a mudança, já no dia 25, da feição do país.

O dia 25 de janeiro marcará o início do embate eleitoral a ser realizado em outubro. E, para isto, o conjunto do oligopólio da mídia anuncia o método como agirá, ao longo do ano, formatando pensamentos como se o cérebro do conjunto de pessoas que formam a população, fosse massinha de modelar, que podem dispor ao seu bel prazer.

Temer: O caricato presidente de si mesmo

Por Fernando Brito, no blog Tijolaço:

Não vale a pena analisar objetivamente a entrevista de Michel Temer à Folha de S. Paulo, pela simples razão que ela aborda quase que exclusivamente um assunto menor: ele próprio. A caricatura fotográfica que lhe faz o jornal é perfeita: Temer é uma deformidade na história.

No universo de jogadas, espertezas, arranjos políticos e vantagens em que ele habita, é natural que se considere o centro. Só neste sentido, o do egoísmo medíocre, cabe chamá-lo de um Berlusconi tropical, como o faz, hoje, André Singer. Além, claro, do fato de só ter ascendido ao poder por obra e desgraça da Lava Jato, como aquele o foi pela Mani Puliti.


Collor candidato. Não é fake news!

Por Ricardo Kotscho, em seu blog:

Parece mais uma dessas abobrinhas de internet, mas é verdade, por incrível que pareça.

Fernando Collor de Mello, ele mesmo, o “caçador de marajás” impichado em 1992, anunciou nesta sexta-feira, em entrevista à rádio 96 FM, de Arapiraca, em Alagoas, que será candidato a presidente em 2018.

“Eu digo a vocês que este é o momento dos mais especiais da minha vida pessoal e como homem público. Porque hoje a minha decisão foi tomada: sou, sim, pré candidato à Presidência. Obrigado e vamos à vitória”.

O valor histórico do julgamento de Lula

Por Iago Montalvão, no site da UJS:

Walter Benjamin, um importante historiador alemão que viveu no inicio do século XX dizia que a história tem o dom de despertar no passado centelhas de esperança e que nem sequer os mortos estarão em segurança se o inimigo vencer, e esse inimigo não cessa de vencer.

É exatamente por isso que resistimos, para que já não sejamos mais derrotados por esses inimigos, para que nossos antepassados, suas lutas e memórias descansem em paz e que assim tenhamos um país mais justo para todos. E é justamente nesse passado, nas antigas lutas e em nossos ancestrais, que podemos buscar as centelhas de esperança e a inspiração necessária pra que possamos defender a Democracia em nosso tempo, que ainda é tão frágil, como tem sido demonstrado a cada ataque que o estado democrático de direito tem sofrido nos últimos anos.

A programação completa de Porto Alegre


Uma grande frente composta por militantes de movimentos sociais, sindicalistas, trabalhadores e jovens que defendem a democracia está organizada em uma agenda de lutas e resistência nos próximos dias em Porto Alegre, cidade onde funciona o Tribunal Regional Federal da 4a região que julgará o ex-presidente Lula.

De acordo com a Frente Brasil Popular e a CUT já são 225 caravanas confirmadas de diversos estados, além de grupos que se organizam e vão sair de todos os cantos do Brasil. O MST iniciará seu acampamento no dia 20 e as agendas oficiais terão início no dia 22 espalhadas por diversos pontos da capital gaúcha.

O duplo fracasso de Meirelles

Por Carlos Fernandes, no blog Diário do Centro do Mundo:

A agência norte-americana de classificação de risco Standard & Poor’s rebaixou a nota de crédito da dívida soberana do Brasil de BB para BB-.

A grande notícia neste fato, porém, não está no rebaixamento propriamente dito, mas no que ele significa no contexto político internacional.

Por mais que possa parecer, agências de risco como a S&P, Moody’s e Fitch medem muito mais a capacidade política dos governos em atender os interesses de seus financiadores do que a saúde econômica das empresas e países que avaliam.

Sérgio Cabral é um ponto de não-retorno

Sérgio Cabral em Curitiba
Por Luis Nassif, no Jornal GGN:

As portas do inferno se abriram no dia 30 de novembro de 2015, quando o Ministro Teori Zavascki ordenou a prisão do senador Delcídio do Amaral. De um lado, um servidor público exemplar; do outro, um político menor e corrupto. Uma mistura que legitima todos os abusos bateu em um caráter momentaneamente contaminado pelo pecado capital da soberba. E resultou no gesto de exceção que marcaria o país dali para frente.

TRF-4: Honra ou vergonha?

Por Joan Edesson de Oliveira, no site Vermelho:

Riobaldo Tatarana, na obra prima do mestre Rosa, afirmava que na vida a gente “carece ter coragem, carece ter muita coragem”. Vivemos hoje no Brasil um dos momentos mais difíceis e de maiores ameaças à democracia e aos direitos do povo. Por isso mesmo, num momento assim, carecemos de coragem, para não arriar as bandeiras de guerra e nem se deixar abater pelo desânimo, mesmo que as tropas do inimigo estejam a um passo de derrubar de vez as frágeis paliçadas que construímos.

Dentro de poucos dias haverá mais um capítulo do julgamento de Lula, julgamento estranho, pois que a condenação já se deu, por juízes e promotores, muito antes. Antes mesmo que começasse todo o processo, a sentença já estava escrita.

sábado, 20 de janeiro de 2018

Cristiane Brasil seguirá o pai escravocrata

Por Altamiro Borges

Em pleno sábado (20), o Superior Tribunal de Justiça decidiu liberar a posse da deputada Cristiane Brasil (PTB-RJ) como ministra do Trabalho do covil golpista de Michel Temer. A sentença foi proferida pelo vice-presidente do STJ, ministro Humberto Martins, que contrariou decisão anterior da 4ª Vara Federal de Niterói que classificou a nomeação da caloteira como “um flagrante desrespeito à Constituição no que se refere à moralidade administrativa”. Por meio de nota, o ministro alegou que concordou com o parecer da Advocacia-Geral da União (AGU) “no sentido de que condenações em processos trabalhistas não impedem a deputada de assumir o cargo, já que não há nenhum dispositivo legal com essa determinação”.

Acorrentar Cabral evidencia Estado de Exceção

Por Tereza Cruvinel, em seu blog:

Não havia risco de fuga nem de agressão do preso aos policiais. Mesmo assim, em mais uma demonstração de força e arbitrariedade, a Lava Jato submeteu o ex-governador Sergio Cabral a uma humilhação desnecessária, ferindo o direito à dignidade garantido aos presos, inclusive por tratados internacionais. Depois de ser transferido do Rio para Curitiba ele foi apresentado à imprensa com os pés acorrentados e os punhos algemados, como se se tratasse de um perigoso serial killer ou de um criminoso esquizofrênico que precisava ser contido por uma camisa de força. No momento em que espera colher seu maior troféu, a condenação do ex-presidente Lula, a Lava Jato usou Sergio Cabral com propósito claramente exibicionista e mais uma vez demonizador da classe política. Cabral foi abusado, mas quem pode alguma coisa contra os abusos da Lava Jato?

“Lula é a joia da coroa do Plano Atlanta”

Por André Barrocal, na revista CartaCapital:

No fim de 2012, Manolo Pichardo, político da República Dominicana, participou de uma sinistra reunião na suíte de um hotel em Atlanta, nos Estados Unidos. Alguns ex-presidentes latino-americanos de inclinação de centro ou direita discutiram como varrer adversários progressistas do mapa. Afinal, dizia um dos presentes, Luis Alberto Lacalle, ex-mandatário uruguaio, “não podemos ganhar desses comunistas pela via eleitoral”.

A presença de Pichardo ali era estranha, só tinha ido a Atlanta graças ao convite de um ex-presidente amigo, Vinicio Cerezo, da Guatemala. Atual comandante da Conferência Permanente de Partidos Políticos da América Latina (Copppal), Pichardo pertence ao Partido da Libertação Dominicana, de esquerda.

As falhas no combate à febre amarela em SP

Da Rede Brasil Atual:

Os governos de Temer e Alckmin falharam na política de combate à febre amarela. Segundo o ex-ministro da Saúde Alexandre Padilha, esta é a principal causa da atual corrida da população aos postos de saúde em busca de vacina. Mesmo assim, ele enfatiza que não há motivo para pânico: nada indica que haverá um surto da doença nas cidades.

"A febre amarela silvestre acontece em áreas de floresta, onde necessariamente tem que ter um hospedeiro permanente do vírus da febre amarela. Um mosquito que só têm na floresta é o que transmite a doença para um ser humano que entra na floresta", afirma o ex-ministro ao repórter Jô Miyagui, da TVT.

As origens de um juiz acima da lei

Por Júlia Dolce, no jornal Brasil de Fato:

Há dezenas de páginas nas redes sociais homenageando o juiz de primeira instância da 13ª Vara Criminal Federal de Curitiba, Sérgio Moro. Ao pesquisá-las, a primeira que aparece, com 1,6 milhão de curtidas e postagens constantes contra o Partido dos Trabalhadores (PT), leva apenas o nome do juiz, podendo ser confundida com uma página oficial. A segunda é "Juiz Sérgio Moro – O Brasil está com você", com 1,5 milhão de seguidores, que se define como uma página de "causa". A terceira é sobre um psicólogo canino que também se chama Sérgio Moro.

Facebook e seu novo algoritmo: distopia total

Por Chris Taylor, no site Outras Palavras:

Ao se construir uma distopia, é bem difícil deixá-la aos moldes tanto de Orwell quanto de Huxley ao mesmo tempo. Mas, com as mudanças recentemente anunciadas no feed de notícias do Facebook, Mark Zuckerberg parece ter realizado esta façanha.

Os mundos assustadores de George Orwell (1984) e Aldous Huxley (Admirável mundo novo) são, de muitas maneiras, opostos simétricos. Um trata de um Estado de vigilância que controla o que as pessoas conhecem da história ao literalmente reescrever os jornais. O outro, trata do controle de seus cidadãos ao fazê-los usar uma droga dissociativa chamada soma.

Juízes sem voto não podem mandar no Brasil

Por Bepe Damasco, em seu blog:

Muitos juízes, procuradores do Ministério Público e delegados da Polícia Federal bem que podiam se candidatar nas próximas eleições. Já que não honram mais suas funções públicas em razão do ativismo político de direita que abraçaram, passa diante deles um cavalo encilhado que pode levar à Câmara dos Deputados, ao Senado, às assembleias legislativas ou até aos governos estaduais. E só montar.

Se tiverem coragem para tentar a presidência da República, mesmo sabendo que serão surrados nas urnas, tudo bem, o problema é deles. Disputar o voto popular devia ser o caminho natural para quem usa a magistratura ou o MP para expressar suas preferências político-partidárias, para posar de comentarista político ou se manifestar fora dos autos sobre assuntos relevantes para o país, mas que nada tem a ver com o cargo que ocupam.

Por que a narrativa golpista foi vitoriosa?

Por Juarez Guimarães e Eliara Santana, no site Carta Maior:

No artigo anterior, analisou-se como a narrativa golpista – seus temas centrais, seus tempos, sua construção simbólica, suas articulações - conseguiu as condições de ser vitoriosa. Neste artigo, a pergunta é: por que a narrativa golpista pôde ser vitoriosa contra a esquerda brasileira?

Certamente a práxis política comunicativa da esquerda brasileira carece de fundamentos conceituais que, ao mesmo tempo, estejam em sintonia com a sua identidade histórica e seu programa, com sua estratégia de poder e permitam diagnosticar a dinâmica do processo em curso. Neste sentido, a práxis política comunicativa dos neoliberais está bem mais avançada na articulação de sua identidade, sua narrativa e sua estratégia de poder. Aliás, pode-se dizer mesmo que aí reside o centro da capacidade de legitimar sua política.

Uma carta para Rodriguinho Maia

Por Célio Turino, na revista Fórum:

Prezado Rodriguinho,

Tomo a liberdade de chamá-lo no diminutivo porque, apesar de seus quase 50 anos de idade, tudo o que você conquistou na vida profissional e política foi à sombra do seu pai, o ex-deputado e ex-prefeito do Rio de Janeiro, César Maia. A propósito, procurei em sua biografia algum trabalho privado, ou por próprio mérito, e não encontrei, se houver, por favor, avise para ajuste biográfico. Sei que, desde 1999, aos 28 anos de idade, você tem sido eleito deputado federal e atualmente é presidente do Congresso, como foi um outro neto de político, um tal de Aécim.

Brasil: a construção interrompida

Por César Locatelli e Gustavo Aranda, no site Jornalistas Livres:

Você não ouvirá um economista que repete a mesma ladainha do FMI, do Banco Mundial ou dos economistas ortodoxos e seus pares da mídia. Tampouco o identificará com radicalismos raivosos ou destemperados. Os conceitos progressistas firmes, mas transmitidos com notável diplomacia, de Paulo Nogueira Batista Jr., o permitiram ter colunas em jornais conservadores brasileiros por mais de uma década. Em tempos de um Brasil menos cindido, era ouvido por ambos os lados da luta política.

STF teme que Lula desmoralize a Justiça

Por Eduardo Guimarães, no Blog da Cidadania:

Matéria do Jornal do Comércio (imprensa gaúcha) dá conta de que veículos da imprensa internacional informaram sua reportagem de que a figura de Lula continua muito popular no exterior; “Ele é mais bem visto fora do Brasil do que aqui”, disse um correspondente da TV chinesa. Essa boa imagem de Lula preocupa o consórcio midiático-judiciário que quer destruir o ex-presidente.

Segundo a reportagem em questão, o TRF-4 não informou quantos jornalistas da mídia internacional solicitaram credenciamento para acompanhar o julgamento, mas sabe-se que repórteres de veículos dos Estados Unidos, Inglaterra, Espanha, Japão e Catar pleiteiam uma vaga para cobrir a sessão in loco. Ao todo, cerca de 400 profissionais do Brasil e do exterior estarão em Porto Alegre no dia 24.

Rodrigo Maia presta contas do golpe nos EUA

Por Miguel do Rosário, no blog Cafezinho:

No dia seguinte à presença do ex-presidente Lula no teatro Casa Grande, junto a populares, intelectuais e artistas, que vinham lhe prestar solidariedade e ouvir suas propostas para um Brasil melhor, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, foi a Washington prestar contas do golpe no Wilson Center, um dos mais ativos think tanks da comunidade de inteligência dos EUA, e, de longe, o mais ligado à Casa Branca.

O Anaquim, o ‘Eureka’ e a ética da Globo

Por Fernando Brito, no blog Tijolaço:

É evidente que a Rede Globo não tem nenhuma responsabilidade pela tragédia de Copacabana, nem muito menos é possível dizer que o rapaz que passou sobre 16 pessoas e produziu a morte de um bebê no calçadão estava ou não em uma crise epiléptica.

Dito isto, não é curioso que não se faça menção ao fato de, ao que tudo indica, ter fotos na internet passeando ou trabalhando na Globonews, como as que circulam na rede?

Lula, Dreyfus e a reação ao arbítrio?

Por Jeferson Miola

Lula não está sendo julgado; ele está sendo condenado sem provas, num processo enviesado e carente de fundamentos jurídicos.

A condenação arbitrária do ex-presidente no TRF4 são favas contadas. O regime de exceção perpetrará esta violência jurídica mesmo que a falsa acusação, forjada pela Lava Jato para condená-lo – a suposta propriedade de um apartamento triplex – tenha sido totalmente desmanchada em decisão recente da juíza Luciana Corrêa Tôrres de Oliveira, da 2ª Vara de Execução de Títulos Extrajudiciais do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios.

sexta-feira, 19 de janeiro de 2018

Temer “seduziu” o venal Silvio Santos

Por Altamiro Borges

Silvio Santos, dono do SBT, é famoso por sua postura mercenária. “Topa tudo por dinheiro”, é seu refrão preferido. Ele mesmo já confessou que só ergueu seu império midiático graças ao “apoio” dos generais durante a sanguinária ditadura militar. Após utilizar uma concessão pública de televisão para incentivar a cavalgada golpista contra Dilma Rousseff, o empresário agora se vendeu descaradamente à quadrilha de Michel Temer. Nesta semana, ele prometeu dar total apoio ao usurpador nas negociatas bilionárias para aprovar a contrarreforma da Previdência, que liquidará com a aposentadoria de milhões de brasileiros.

A casa de Lula e as provocações fascistas

Por Altamiro Borges

No final da tarde desta sexta-feira (19), um reduzido grupo de provocadores fascistas promoveu um “protesto” em frente à residência do ex-presidente Lula, em São Bernardo do Campo, no ABC paulista. Entre os baderneiros, o ator-pornô Alexandre Frota, que coleciona inúmeros processos na Justiça e já deveria ter sido internado ou preso. A cara manifestação – que contou com um imenso boneco inflável do “Pixuleco”, com o líder petista vestido de presidiário – não durou muito tempo. O diretório municipal do PT convocou sua militância para o local. O mesmo foi feito pelo Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto (MTST). Diante da rápida e justa resposta, os fascistas fugiram rapidamente do local.

Governadores assinam manifesto pró-Lula

Foto: Ricado Stuckert
Do Projeto Brasil Nação

Os governadores da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), do Piauí, Wellington Dias (PT), de Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT) e os ex-governadores petistas do Rio Grande do Sul Tarso Genro e Olívio Dutra assinaram o "Manifesto Eleição sem Lula é Fraude" fortalecendo a aliança progressista em defesa do direito do povo brasileiro de eleger seu presidente. Possíveis candidatos presidenciais em 2018, Guilherme Boulos, Manuela d'Dávila e Aldo Rebelo já ofereceram suas firmas.

Quem está sendo julgado é o "juiz" Moro

Por Kiko Nogueira, no blog Diário do Centro do Mundo:

Em seu excelente artigo sobre o julgamento de Lula no dia 24, a ex-ministra da Justiça da Alemanha, Herta Däubler-Gmelin, escreveu o seguinte:

“O TRF-4 de Porto Alegre deve cassar a sentença de Moro, mesmo se ele com isso admitir que essa ação contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, enquanto matéria política, há muito tempo já se transformou no ‘Caso Moro’”.

Ela mesma admite que isso não vai acontecer, já que os desembargadores do tribunal “também estão demasiado enredados nos conflitos e nas campanhas políticas em curso no Brasil”.

Herta acertou na mosca quando se refere ao Caso Moro. A formulação é perfeita.

Lula e o julgamento do Judiciário

Por Frei Betto

Lula, o mais destacado líder popular brasileiro da atualidade, vai a julgamento dia 24 de janeiro. Não há como ficar indiferente ao fato.

A expectativa deixa a nação em suspenso. E a divide: de um lado, aqueles que já o pré-julgaram e esperam apenas que a sentença seja confirmada pelos juízes de Porto Alegre; de outro, os que afirmam não haver suficientes provas para condená-lo, e as acusações estão de tal maneira impregnadas de caráter político que extrapolam o exercício imparcial da Justiça.

Banco Mundial a serviço da especulação

Editorial do site Vermelho:

A quem serve o Banco Mundial? A força desta pergunta, que não é nova, cresceu desde a divulgação da entrevista ao The Wall Street Journal de seu do economista-chefe, Paul Romer, onde ele dá uma importante pista para esta resposta ao revelar as manipulações feitas em documentos oficiais do Banco Mundial contra o governo socialista da presidenta Michelle Bachelet, do Chile. Relatórios do banco foram usados para desqualificar seu governo e, ao mesmo tempo, exaltar seu sucessor, o direitista Sebastian Piñera.

Julgamento de Lula: Quem são os radicais?

Por Tereza Cruvinel, em seu blog:

Reagindo ao crescimento da mobilização em defesa do ex-presidente Lula e de seu direito de ser candidato, o conservantismo e o antipetismo, através das redes sociais e de seus porta-vozes na mídia, engajaram-se numa campanha para caracterizar o PT e seus aliados no campo da esquerda como radicais, autoritários, anti-democráticos, violentos e insurgentes contra a Justiça. Esta ação está em pleno curso, como parte da disputa da opinião pública sobre o que poderá ser uma gravíssima interferência do Judiciário no processo eleitoral. 

A Petrobras e o alto preço da submissão

Por Giorgio Romano Schutte, na revista CartaCapital:

No início do ano, a Petrobras fechou um acordo nos Estados Unidos com o escritório de advocacia Pomerantz, representante dos acionistas que se consideram lesados pela petroleira em uma ação coletiva. A empresa dispôs-se a pagar 2,95 bilhões de dólares (cerca de 9,6 bilhões de reais). O processo começou no fim de 2014, a partir das delações premiadas de Alberto Youssef, Paulo Roberto Costa e Renato Duque.

Alegou-se que a empresa maquiou relatórios para ocultar o roubo. Por omissão ou voluntariamente, prestou informações erradas sobre a real situação e a qualidade dos seus controles internos, o que causou prejuízo aos investidores que adquiriram ações da Petrobras na Bolsa de Nova York de janeiro de 2010 a julho de 2015. Juntaram-se à ação compradores de debêntures em 2013 e 2014.

Justiça intima Stedile por ato em Porto Alegre

Do jornal Brasil de Fato:

João Pedro Stedile, integrante da direção nacional do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), foi intimado nesta quinta-feira (18), por decisão da Justiça Federal do Rio Grande do Sul, que proíbe a realização de acampamento nas proximidades do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4).

O despacho, assinado pelo juiz federal Osório Avila Neto, foi motivado por uma Ação Civil Pública movida pelo Ministério Público Federal daquele estado. Na petição inicial, os procuradores afirmam que os manifestantes que irão às ruas de Porto Alegre em defesa de Luiz Inácio Lula da Silva estariam predispostos a provocar violência e vandalismo.

Auxílio-moradia da Justiça já torrou R$ 2 bi

Por Ricardo Kotscho, em seu blog:

Mais jovem desembargadora nomeada para o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, Marianna Fux, 37 anos, dona de dois apartamentos no Leblon, a menos de um quilômetro da praia, avaliados em R$ 2 milhões, recebe R$ 4.300 de auxílio moradia, graças a uma liminar de seu pai, Luiz Fux, ministro do Supremo Tribunal Federal, que em 2014 estendeu o benefício a todos os juízes, mesmo os que têm imóvel próprio na cidade em que trabalham.

Quando Luiz Fux finalmente liberou, no final do ano passado, o processo para julgamento em plenário (marcado para depois do Carnaval, é claro), a liminar já tinha custado ao país mais de R$ 2 bilhões em benefícios para os magistrados.