domingo, 5 de março de 2017

A transposição e o golpista da Paraíba

Por Conceição Lemes, com dica de Gerson Carneiro, no blog Viomundo:





Diz o ditado popular: Filho feio não tem pai.

Já se é bonitinho, há até filas para fazer o teste de paternidade.

É o que está acontecendo com a fantástica transposição do Rio São Francisco, obra-símbolo dos governos Lula e Dilma, que já é realidade.

É inacreditável o que estão aparecendo de pretensos “pais da criança”.

O da hora é deputado federal Marcondes Gadelha, de Paraíba, vice-presidente nacional do Partido Social Cristão (PSC).

Trabalhou e votou pelo impeachment da presidenta Dilma Rousseff.

Agora, tenta usurpar, na maior desfaçatez, uma obra-símbolo dos governos dela e de Lula.

O golpista da Paraíba mandou espalhar pelas ruas de João Pessoa um outdoor (a primeira foto, no topo), onde tenta fazer bonito com o chapéu de quem ele traiu.

Não colou.

Nas redes sociais já circula o outdoor adaptado: A transposição tem cara de pau. Obrigada, Marcondes Canalha.

Duplo troco merecido.

2 comentários:

Idb disse...

Se alguém organizar uma vaquinha pra botar uns outdoors do segundo tipo nas ruas, ao lado dos dele, pode contar com minha contribuição! 😡

Christiano Pereira disse...

Este senhorzinho é aquele mesmo que tentou ser vice de uma chapa com Silvio Santos, lembram? Este senhorzinho e sua família, vivem às custas do erário público. A Faculdade FACISA e a direcionada à área médica, são o que são, mediante recursos do governo federal. A FIEP (equivalente à FIESP) é dirigida à anos por um dos seus filhos: Buega Gadelha. Tal qual Paulo Skaf, é um empresário sem empresa. Sua família tem, ABSURDO, O MONOPÓLIO do algodão colorido! No Brasil!