quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

Janot vai investigar Aécio Neves. Será?

Por Altamiro Borges

O Jornal do Brasil noticiou nesta terça-feira (31) que Rodrigo Janot finalmente decidiu investigar as relações sinistras do cambaleante Aécio Neves com poderosas empreiteiras. "Após as delações da Odebrecht, a Procuradoria-Geral da República deve pedir nos próximos dias ao STF que um inquérito sobre o senador e presidente do PSDB, Aécio Neves, seja aberto. A acusação é de que o tucano teria recebido dinheiro das empreiteiras que fizeram as obras da Cidade Administrativa em Minas Gerais: entre elas a Odebrecht, OAS e Andrade Gutierrez".

Conforme lembra a reportagem, já na delação da OAS o nome do falso moralista tinha vindo à tona. "O empreiteiro Léo Pinheiro contou que realizou repasses a Oswaldo Borges da Costa Filho, o Oswaldinho, apontado como operador e tesoureiro informal das campanhas de Aécio entre 2002 e 2014. De acordo com o depoimento de Pinheiro, cujo acordo de delação foi suspenso no ano passado pelo STF, 3% era o montante da propina paga ao tucano pela obra mineira. Apesar de ter sido orçada em R$ 500 milhões, a Cidade Administrativa custou aproximadamente R$ 2,1 bilhões, sendo a obra mais cara feita pelo então governador Aécio Neves, que comandou Minas Gerais entre 2003 e 2010".

Apesar da gravíssima denúncia do ex-dirigente da OAS nada foi feito contra o grão-tucano. O mesmo Rodrigo Janot decidiu suspender a delação de Léo Pinheiro, numa atitude bastante estranha, e o caso simplesmente sumiu da mídia mercenária. Agora, porém, com as bombásticas delações da Odebrecht, a PGR anuncia a instalação de um inquérito. O órgão já investiga - ou finge investigar - Aécio Neves devido à famosa "Lista de Furnas" e por supostamente ter maquiado dados da CPI dos Correios para evitar que o Banco Rural fosse ligado ao mensalão mineiro. Mas o cambaleante segue impune. Nem Janot nem Sergio Moro, o chefão da Lava-Jato, incomodam o tucano. Como ironizam os internautas, basta se filiar ao PSDB para não ser investigado, julgado, condenado e, muito menos, preso!

Quando da famosa foto da troca de afagos entre Aécio Neves e Sergio Moro no convescote da revista IstoÉ - também conhecida como "QuantoÉ" -, o sempre irreverente José Simão publicou na Folha de 10 dezembro de 2016 uma nota hilária, intitulada: "Exclusivo! Moro e Aécio de caso!" O sarcasmo também vale para Rodrigo Janot. Será que ele tem um caso com o cambaleante? Reproduzo um trecho do petardo de José Simão:

*****  

E atenção! Exclusivo: Moro e Aécio estão de caso! Bombou na internet a foto do Moro e Aécio agarrados e aos risinhos! MORO E MOZÃO!

E sabe o que o Moro perguntou? "Aécio, você já foi comido?".

Rarará!

Moro: "Você acha que eu ia te prender, mozão?". E o melhor meme: o Aécio vestido de Marilyn em "O Pecado é o Moro ao Lado".

Rarará!

Eu moro e não vejo tudo!

O Aécio deve ser bom de piada! Tem foto dele rindo com o Lula, com o Alckmin, com o FHC, com o Tiririca! Mas agarrado, só com o Moro!

2 comentários:

marcio dicesar benassi Benassi disse...

A ÉCIO, eu MORO em CURITIBA, lá o AEROPORTO é bom porque não tem NEVES, porque se tem NEVES é AEROPORTO PARTICULAR.

Anônimo disse...

Como já é quase Carnaval, cantemos a marchinha:
SOLTA O CANO, QUE NÃO CAI !!!