quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

Direita midiática conspira em São Paulo

No dia 1º de março, no Hotel Golden Tulip, na capital paulista, as estrelas da direita midiática estarão reunidas num seminário cinicamente batizado de “1º Fórum Democracia e Liberdade de Expressão”. Não faltarão críticas a Conferência Nacional de Comunicação, sabotada pelos donos da mídia, e às idéias democratizantes do Plano Nacional de Direitos Humanos. O presidente Lula ficará com a sua orelha ardendo. Será rotulado de autoritário, populista e de outros adjetivos. O evento tentará unificar o discurso da mídia hegemônica para a disputa presidencial de 2010.

Os inscritos que desembolsarem R$ 500 poderão ouvir as opiniões de famosos reacionários sobre as “ameaças à democracia no Brasil” e as “restrições à liberdade de expressão”. Marcel Granier, dono da golpista e corrupta RCTV, que teve sua outorga cassada pelo governo venezuelano, fará a palestra de encerramento. A lista de palestristas convidados causa náuseas: o fascistóide Denis Rosenfield, o racista Demétrio Magnoli, o pitbul Reinaldo Azevedo, o bravateiro Arnaldo Jabor, o líder da seita xiita Opus Dei, Alberto Di Franco, além de vários comentaristas da TV Globo.

O sinistro Instituto Millenium

O evento, que tem o apoio da Associação Brasileira de Empresas de Rádio e Televisão (Abert) e da Associação Nacional dos Jornais (ANJ), é uma iniciativa do sinistro Instituto Millenium. Esta entidade reúne poderosos banqueiros, industriais e barões da mídia e pretende ser um centro de aglutinação dos defensores da “economia de mercado”, como descreve seu sítio. Ela é presidida por Patrícia Carlos Andrade, que foi analista dos bancos Icatu e JPMorgan, e é filha do falecido jornalista Evandro Carlos de Andrade, um dos mentores da Central Globo de Jornalismo.

O instituto não tem nada de neutro ou plural. É controlado pelas corporações empresariais. Entre os mantenedores estão Jorge Gerdau, o barão da siderurgia, Sergio Foguel, da Odebrecht, Pedro Henrique Mariani, do Banco BBM, Salim Mattar, do grupo Localiza, e Marcos Amaro, da TAM. O gestor do fundo patrimonial da Millenium é Armínio Fraga, o ex-presidente do Banco Central na era neoliberal de FHC. Os barões da mídia têm expressiva presença na entidade. Entre os dez principais mantenedores estão João Roberto Marinho, das Organizações Globo, e Roberto Civita, da Abril. Seu conselho editorial é dirigido por Eurípedes Alcântara, diretor de redação da Veja.

A resposta dos movimentos sociais

O repórter Adriano Andrade, num excelente artigo para o jornal Brasil de Fato, demonstrou que o Instituto Millenium representa a nata da direita brasileira. Patrícia Andrade chegou a assinar o “manifesto contra a ditadura esquerdista na mídia”, escrito pelo fascistóide Olavo de Carvalho. A entidade também promove anualmente o risível “dia da liberdade de impostos”. Para o repórter, a Millenium lembra duas instituições que tiveram papel de relevo na preparação do golpe militar de 1964 – o Instituto Brasileiro de Ação Democrática (IBAD) e o Instituto de Pesquisa e Estudos Sociais (IPES), ambos financiados pelo governo dos EUA e pelos grupos monopolistas nativos.

O evento de 1º de março bem que mereceria uma resposta organizada dos movimentos sociais, alvo das manipulações constantes da mídia hegemônica. O demonizado MST, as ridicularizadas centrais sindicais, a estigmatizadas entidades estudantis, além das forças opostas a todos os tipos de discriminação, como a de gênero e a racial, poderiam aproveitar este evento conspirativo da direita midiática para protestar contra a “criminalização dos movimentos sociais e pela autêntica liberdade de expressão”. Nada mais democrático do que protestar contra a ditadura da mídia.

10 comentários:

Andre Lucato disse...

Dentre os apoiadores um tal de "Movimento Endireita Brasil" (sugestivo o nome, não?). Pois fui ao site e na sessão "Quem somos", estão listados os seguintes princípios:

1-Primazia das Liberdades Individuais sobre o Interesse Coletivo;
2-Livre Iniciativa e Livre Mercado;
3-Respeito às Leis, aos Contratos e à Propriedade Privada;
4-Governo Limitado;
5-Sólidos Valores Morais e Éticos;
6-Estado Democrático de Direito, em Ideal e Princípios.

É de dar medo.

Mauro disse...

Esses palhaços poderiam mudar a data para 1º de abril.

Cristina Camargo disse...

Prezado Miro,
muitíssimo obrigada por ajudar a divulgar o nosso Fórum e também o Instituto Millenium!

Só alerto para o fato de que o citado artigo publicado no "Brasil de Fato" é uma pérola de inverdades que demonstra o total desconhecimento do repórter sobre o Instituto.

Mantenha o senso crítico em relação a tudo que lê. Sempre faz bem. E viva a liberdade de expressão!

Um abraço,
Cristina
Editora do Instituto Millenium

Fábio M. Ostermann disse...

André,

Tais princípios só causam medo àqueles que não acreditam na liberdade e desejam exercer poder sobre a vida alheia, por julgarem-se mais aptos a escolher do que um cidadão comum - característica intrinsecamente ligada à visão de Estado da esquerda. O grau de autoritarismo fica por conta do estômago do iluminado...

Paz e liberdade a todos.
Abraços,
Fábio

Renato disse...

Prezado Sr. Altamiro Borges;

Ouvi hoje pelo Jornal Brasil Atual o comentário descrito na integra em seu blog.

Confesso que fiquei pasmo em ouvir tanta "desinformação" de uma pessoa como você que participa de um veículo de informação de massa como o rádio.

O nosso presidente Lula tem todos os créditos pelo que fez e pelos frutos da sua administração, mas insinuar que a Ministra Dilma é acusada de pela direita de "supostamente" ter participado da resistencia durante o regime é no minimo leviandade de sua parte.

As açoes do passado não podem ser encobertas para um objetivo no futuro, acredito que não temos que ter VERGONHA dos nossos atos e sim elucidar os motivos que nos levaram a executa-los.

Pergunto, que mau haveria se a Ministra Dilma assumisse que participou de uma resistência ao regime militar utilizando os recursos que disponíveis na época??

Pergunto mais, quem do congresso nacional que lutou contra o regime militar não "mama nas tetas do governo" com regalias iminagináveis pagas pelo NOSSO DINHEIRO SUADO???

O poder ter este efeito no ser humano: É errado quando não participamos, mas quando temos a oportunidade de mudar passamos a mão na grana alheia e oramos a Deus pelo perdão dos nossos erros e pela "Benção" recebida.

Precisamos sim de regras para retirar quem abusa da máquina publica, como exemplo abolir a obrigatoriedade do voto para banirmos os coronéis e políticos corruptos que entregam o outro pé do chinelo somente após a eleição.

Sei das suas convicções politicas e da sua participação no cenário partidário, coisa que até invejo, pois não o faço com tanta vontade como a sua, mas realmente espero que seja informado a realidade.

Aos bandidos a cadeia aos que erram pela boa vontade a chance de explicar e refazer e aos que tem uma vida de digna e honrosa as glórias pelos seus feitos.

Um grande abraço.

Renato FREDDI

Andre Lucato disse...

Fabio,

Todos sabemos como a direita aplica tais princípios.
"Liberdade", para a direita, nós também sabemos muito bem o que significa. Não é pretensão da esquerda, mas da direita, o controle sobre o corpo da mulher tirando-lhe o direito de escolher dar à luz ou abortar, por exemplo. Até onde a direita prega liberdade? Até a página 3?
A "livre iniciativa" e o "livre mercado", combinados com um "Estado Limitado", nós também sabemos muito bem o que significam e aonde chegam os países que adotam tais modelos. Obviamente que se defende a livre iniciativa e o livre mercado, mas sob um Estado atento, forte e capaz de agir rapidamente. Felizmente a presente crise encontrou um Brasil com um Estado preparado para enfrentá-la. Caso o governo de direita do Sr. FHC estivesse conduzindo o país neste momento, sabe-se lá a tragédia que seria.
Resumindo: esses princípios são belas palavras e com uma boa retórica seduzem os desavisados como o canto da sereia, mas em mãos erradas promovem a injustiça e a segregação.
Abraço.

Cristiana Castro disse...

Pô 500 pratas pra ouvir essa turma????????!!!! É pra pagar ou pra receber?????
500 contos?????? Tô passada...

P.S. Aceitam vale-transporte?

japim disse...

Forum Democrático a R$ 500,00???

Piada de mal gosto!!!

O lulão sabe se defender.

Japim

Guilherme Scalzilli disse...

Ecos da ditabranda

Passou despercebido pela blogosfera um artigo publicado na Folha sexta-feira passada chamado “Quem tem medo da verdade?” (só encontrei ligação para assinantes). O causídico, certo Cláudio Guimarães dos Santos, insere-se na vertente revisionista que originou o termo “ditabranda”, usado por Marco Antônio Villa no mesmo espaço do jornal.
As duas manifestações têm pontos em comum. Seus autores projetam-se da irrelevância escorados em duvidosa infalibilidade acadêmica. Ambos partem de mistificações para desenvolver suas ignomínias: Villa minimiza as violências praticadas pelo regime militar, enquanto Santos responsabiliza a esquerda por elas.
O que primeiro salta aos olhos é a incoerência desses discursos. O número de vítimas prova que a ditadura foi amena, mas não demonstra a desproporcionalidade de forças perante seus combatentes, muitíssimo menos letais. A ação da guerrilha teria provocado os abusos do regime, enquanto jamais poderia ser justificada por eles.
Mas pouco adianta argumentar com esses pândegos. Seu projeto é fornecer base “científica” para o desafogo moral dos grandes meios de comunicação, que apoiaram a ditadura desde o início (José Arnaldo, âncora da rádio Bandeirantes, disse que o golpe aconteceu porque “estava tudo uma bagunça”).
Em troca, recebem fama e folguedos de um neoconservadorismo ávido por ilusões de legitimidade. Mesmo que tamanhas asneiras permaneçam à espera de consolidação futura, elas ajudam a transportar o debate sobre a Anistia para uma esfera conveniente à direita. Ao instituir a ótica relativista para contrapor o movimento pela condenação de assassinos e torturadores, fica mais fácil vender a saída “intermediária” prevista pelo PNDH: os crimes permanecem impunes para sempre, mas são exumados por um falso tribunal sem efeitos práticos.
Mas não era isso que eles queriam desde o começo?

AF STURT disse...

Nem me pagando eu vou...