terça-feira, 15 de novembro de 2011

OAB irá à “marcha contra corrupção”?

Por Altamiro Borges

Nesta terça-feira, 15 de novembro, Dia da Proclamação da República, estão previstas manifestações em 36 cidades brasileiras na terceira edição da chamada “marcha contra a corrupção” – o primeiro protestou ocorreu em 7 de setembro e o segundo em 12 de outubro. A exemplo dos anteriores, os objetivos da marcha são genéricos e seus promotores são difusos, diversificados.


Em alguns estados, como em São Paulo, a “marcha” conta desde o início com o apoio da Juventude do PSDB. No twitter, caciques demotucanos, mais sujos do que pau de galinheiro, procuram direcionar os protestos contra o governo Dilma na atual operação “derruba-ministro”. Na maioria dos locais, porém, a marcha é agitada nas redes sociais por pessoas que se dizem apartidárias.

R$ 1,5 milhão dos cofres públicos

Entre as entidades que assumem abertamente a convocação da marcha encontra-se a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Na semana passada, porém, apareceu uma denúncia que pode complicar o engajamento desta entidade, que já teve no passado um papel de destaque nas lutas por democracia e justiça social. De quebra, o escândalo pode abalar alguns planos golpistas.

Ophir Cavalcante, presidente nacional da OAB, foi acusado de receber R$ 20 mil reais mensais sem trabalhar do Estado do Pará. A denúncia foi feita por dois advogados paraenses em meio a uma crise que envolve a entidade e a sua seccional. Eles afirmam que, em 13 anos de licença remunerada, Ophir abocanhou R$ 1,5 milhão dos cofres públicos e exigem a devolução dos recursos.

Entidade vira alvo dos protestos

O presidente da OAB retrucou as acusações. Alegou que os vencimentos recebidos por ele estão dentro da lei. Mas parece que alguns dos organizadores da “marcha contra corrupção” não concordam com a sua desculpa. Receber sem trabalhar pode até ser legal, mas é imoral – afirmam. Segundo o sítio Brasil 247, eles pretendem utilizar o protesto para criticar Ophir Cavalcante:

“Os manifestantes vão estender o coro das cobranças e críticas à instituição que mais se posiciona em debates sobre a ética e que tem apoiado, inclusive, as marchas contra a corrupção. A Ordem dos Advogados do Brasil vai ser o novo alvo dos protestos, depois de revelado que o atual presidente da entidade recebe gordo salário há 13 anos como procurador federal sem trabalhar”.

O Brasil está de olho na OAB

“Se tiver corrupção dentro do movimento contra a corrupção, a gente vai buscar e acabar com isso”, garante Carla Zambelli, uma das fundadoras do movimento Nas Ruas, que organiza o ato de São Paulo. “Todas as denúncias têm que vir à tona. Temos que cortar o mal pela raiz”, afirma Cristina Maza, da entidade Todos Juntos Contra a Corrupção, que organiza a marcha no Rio de Janeiro.

No sítio Observatório da Corrupção, criado pela OAB, Ophir Cavalcante afirma que o observatório “será um instrumento para que a sociedade exerça seu insistente interesse no rápido julgamento de casos de corrupção, acompanhando os andamentos e pleiteando os julgamentos em todas as instâncias. A Ordem dos Advogados está de olho no Brasil”.

Mas, como acertadamente ironiza o sítio Brasil 247, “o Brasil é que está de olho na Ordem dos Advogados, Ophir”.

*****

Leia também:

- OAB fará uma marcha contra Ophir?

3 comentários:

GUERRILHEIROS VIRTU@IS disse...

Pos'é, amigo Miro, as vestais estão em polvorosa diante a queda deste 'impoluto' - mas nem tanto - personagem!
A cegueira 'seletiva' - que os impede de criticar desmandos de São Paulo ou Minas, ou como há pouco tempo o RS, com a 'digna' Yeda (como foi mesmo que comprou sua casa?) - fica difícil de ser exercida frente a retumbante fato.
Vou te publicar lá nos GUERRILHEIROS VIRTU@IS pois iremos à marcha aqui em Cuiabá. Vamos porque somos contrários à corrupção - independente de quem a pratica ser fulano ou beltrano.
Digo mais, se o corrupto porventura for de nosso campo minha raiva é maior! Mas a ação contra eles é igual!

Saroba

spin na rede disse...

Este jatinho havia sido alugado pelo PDT, segundo nota publicada no Blog do Trabalho

A OAB tendo seu "honesto' presidente à frente, vai marchar conta a "corrupção" neste 15 de novembro?

http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/com-ou-sem-ophir-oab-ira-a-marcha-contra-a-corrupcao

"Multidão" de 4 pessoas se reune no DF para 'marchar' contra a corrupção, como se vê, é o pessoal do 'honesto' Joaquim Roriz protestando contra Agnelo, mesmo assim o pig deu destaque e colocou a culpa em São Pedro pelo fracasso

http://g1.globo.com/distrito-federal/noticia/2011/11/pequeno-grupo-faz-protesto-contra-corrupcao-e-agnelo-em-brasilia.html

Nem estou festejando o fracasso de tais marchas, pelo contrário, até mesmo porque gostaria de ver tais protestos contra governadores e prefeitos que não fazem nada para dar fim à corrupção, imagina só cidades do interior tomadas por gente protestando contra a corrupção dos prefeitos, aí sim, estaríamos entrando numa nova fase de um Brasil promissor.

jose carlos lima disse...

A maçonaria e outra entidades ligadas ao governador Marconi Perillo sairam às ruas para marchar contra a corrupção, uns poucos gatos pingados mas estavam lá armados de vassouras
Só fiquei me perguntando porque protestavam contra o governo Dilma se a corrupção está aqui
Isso você não vai ler na imprensa nacional: 21 denunciados por prática de corrupção no governo Perillo
http://www.dmdigital.com.br/novo/#!/view?e=20111115&p=2