domingo, 16 de maio de 2021

Palestina e o genocídio que a mídia omite

Do site do Centro de Estudos Barão de Itararé:

Conflito ou limpeza étnica? Disputa territorial ou ocupação ilegal? O que significam os 73 anos de Nakba? Por que a mídia hegemônica omite ou distorce o que ocorre na Palestina? Para responder a essas questões e ajudar-nos a entender o que se passa na Palestina, das suas razões históricas e da luta de seu povo contra a ocupação colonialista e genocida, o Centro de Estudos da Mídia Alternativa Barão de Itararé promove debate nesta terça-feira (18), ao vivo, a partir das 19h, com as seguintes convidadas:

- Soraya Misleh, jornalista palestino-brasileira, autora do livro Al Nakba - um estudo sobre a catástrofe palestina;

- Socorro Gomes, presidenta do Conselho Mundial da Paz e dirigente do Centro Brasileiro de Solidariedade e Luta pela Paz (Cebrapaz);

- Rita Freire, jornalista, gestora da Ciranda Internacional da Comunicação Compartilhada e editora do Monitor do Oriente Médio

O debate tem como tema "Palestina e o genocídio que a mídia omite" e será transmitido em tempo real no #CanalDoBarão e na página do Barão no Facebook, com espaço para participação da audiência. A mediação será feita pela jornalista Rita Casaro, coordenadora do Barão.

Inscreva-se no canal, ative as notificações e ative o lembrete para receber um aviso quando o debate entrar ao vivo:

Carreata marca os 73 anos de Nakba

Este sábado, 15 de maio, marca o 73º aniversário da Nakba, a catástrofe palestina, quando foi criado o estado de Israel em território palestino, com base em uma sistemática limpeza étnica do povo que ali vivia. O processo de expulsão e de genocídio se perpetua e a Nakba permanece até hoje com avanços da colonização por Israel, com leis discriminatórias, estado de apartheid e outras violações de direitos humanos que contrariam a Lei Internacional.

Em apoio aos palestinos que têm resistido bravamente nas últimas semanas, em São Paulo, apoiadores e ativistas farão parte de uma carreata, organizada pela Frente Palestina Livre, Al Janiah, Fórum Latino Palestino, Ibraspal, Juventude Sanaúd e Monitor do Oriente Médio neste sábado (15), a partir das 15h.

“Nesse momento as palestinas e os palestinos precisam da solidariedade do mundo. Por isso, estamos organizando aqui em São Paulo uma ação, para dar visibilidade à causa palestina, denunciar os crimes que Israel está cometendo e garantir que a população saiba a verdade que é omitida pela grande mídia”, diz o chamado para o protesto.

A carreata tem como ponto de encontro o restaurante Al Janiah, localizado na Rua Rui Barbosa, 269, e seguirá até o estádio do Pacaembu, com bandeiras palestinas e cartazes de solidariedade ao povo palestino. Leia mais no Monitor do Oriente Médio.

2 comentários:

AF Sturt Silva disse...

Oi, Miro.

Somos o blog Solidários a Cuba, 10 anos no ar.

Coloque o link na sua barra de sites?

https://convencao2009.blogspot.com/

Blog do Miro disse...

Coloquei.
Um abraço