sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Russomanno pode morrer na praia?

Por Altamiro Borges

A disputa pela prefeitura da capital paulista está tão embaralhada que até o inimaginável pode ocorrer. Na semana passada, todos os analistas tinham duas certezas sobre o pleito: de que haveria segundo turno e a de que o “azarão” Celso Russomanno já estava com seu lugar garantido na próxima fase da campanha. Agora, está última certeza já não existe mais. O midiático candidato do PRB está sofrendo uma “sangria” de votos, uma verdadeira hemorragia, e pode mais uma vez morrer na praia.

Os institutos de pesquisas, sempre suspeitos, concordam na avaliação de que Celso Russomanno está em declínio acelerado. O Ibope apontou uma queda de 5% das intenções de voto nas duas últimas semanas. Já o Datafolha foi mais apocalíptico ainda. Registrou uma perda de 10 pontos percentuais em apenas 15 dias. Dos confortáveis 35% que detinha, ele despencou para 25% e está tecnicamente empatado com o tucano José Serra (23%) e teme o crescimento do petista Fernando Haddad (19%) na arrancada final da campanha.

A histeria do "azarão"

Para tumultuar ainda mais o cenário, as pesquisas indicam que os votos perdidos por Russomanno renovam as esperanças de Gabriel Chalita (PMDB) – que subiu de 8% para 11% no Datafolha. Ou seja: no domingo (7), a eleição pode chegar com quatro postulantes em condições de disputar as duas vagas para o segundo turno. Todos na faixa dos 20% das intenções de voto, algo inédito desde o fim da ditadura e da conquista das eleições diretas. Será adrenalina pura! Uma disputa voto a voto. Qualquer cochilada será fatal!

Celso Russomanno é quem deve estar mais abalado com este quadro indefinido. Tão tranquilo com a passagem para o segundo turno, ele já havia até liberado parte da sua equipe e diminuído o ritmo de campanha. Agora, ele está histérico. Tanto que resolveu abandonar o figurino do bom-moço e partir pra baixaria. Seu alvo é Fernando Haddad – que teme como um rival mais difícil num segundo turno. Ontem, o candidato do PRB utilizou as suas últimas inserções na rádio e televisão, as “pílulas”, para atacar o candidato petista.

Edir Macedo entra na disputa

O desespero é tão grande que até o líder da Igreja Universal do Reino de Deus (Iurd) e dono da TV Record, Edir Macedo, saiu da sombra e postou em seu blog um artigo contra o petista e em defesa do jornalista da sua emissora. Ele diz que “o PRB, partido de Russomanno, tem em seus cargos de direção verdadeiros homens de Deus” – a maioria ligada à Iurd – e faz ataques preconceituosos e homofóbicos contra Haddad, “o candidato do kit-gay” e do “mensalão”. A exposição de Edir Macedo indica que o “azarão” pode realmente morrer na praia! 

2 comentários:

Carlos disse...

o PT tem que ser decidir, ou é contra o psdb(serra) ou é contra todo mundo... No final quem vai levar vai ser o vampiro! Depois vem os militontos do PT com o choro de PIG, Privataria, mensalão é uma farsa é blá blá blá

Helbert Silva disse...

Eu já disse aqui várias vezes e não sou cientista politico, mas via os erros que o PT cometeu atacando o Serra e deixando o Russomanno de fora. Ninguém briga pelo segundo lugar, ninguém busca a medalha de prata e sim a de ouro. Foi só Haddad e Serra atacar o Russomanno que a sangria de votos começou. Na proxima eleição pela minha opinião e de graça. Salve Salve PT