terça-feira, 9 de abril de 2013

A agonia do Estadão

Por Paulo Nogueira, no blog Diário do Centro do Mundo:

O Estadão está virtualmente morto.

Está cumprindo todas as excruciantes etapas da agonia dos jornais (e das revistas) na era da internet: demissões, demissões, demissões. Menos páginas, borderôs menores.

E futuro nenhum.

Pode ser que, em breve, o Estadão circule duas ou três vezes por semana, como está acontecendo com tantos jornais no mundo.

A Folha, em outras circunstâncias, vibraria. Na gestão Frias, um dos dogmas na Barão de Limeira era que apenas um jornal sobreviveria em São Paulo.

Semimorto o Estado, ficaria a Folha, portanto.

Mas os problemas da Folha são exatamente os do Estado. Pela extrema má gestão dos Mesquitas, eles apenas estão levando mais cedo o Estadão ao cemitério.

Isso quer dizer que não vai sobrar nenhum.

Lamento, evidentemente, cada emprego perdido por jornalistas que tiveram o azar de estar na hora errada na redação errada sob a administração errada derivada da família proprietária errada. (Os demitidos, importante que eles se lembrem disso, terão a oportunidade de respirar ares mais enriquecedores, sobretudo na mídia digital.)

Mas o jornal, em si, não deixará saudade.

Qual a contribuição do Estadão ao país?

O golpe de 1964, por exemplo. O Estadão, como o Globo, tem um currículo impecável quando se trata de abraçar causas ruins e misturar genuínos interesses privados com interesses públicos fajutos. No mundo perfeito, segundo o Estadão, os brasileiros serviriam basicamente de mordomos para os Mesquitas.

Ainda hoje, moribundo, gasta suas últimas reservas na defesa de um país em que o Estado (governo) deve servir de babá para uma minoria que, no poder, fez do Brasil um dos campeões mundiais em desigualdade.

Que colunista se salva? Quem oferece uma visão alternativa? Quem quer um país melhor, menos injusto?

Dora Kramer? Pausa para risada.

Os editorialistas mentalmente decrépitos que davam conselhos à Casa Branca mas jamais conseguiram cuidar do próprio quintal? Nova pausa.

Articulistas como Jabor? Pausa mais longa, porque é gargalhada.

O Estadão pertence a um mundo em decomposição, e cujo passamento não deixa ninguém triste.

Combateu o mau combate. Perdeu, e se vai. Poderia ter ido antes. Muitas árvores teriam sido poupadas.

10 comentários:

BRASIL ESPÉRANÇA Tadeu disse...

O QUE VEM acontecendo com os Jornais e principalmente os jornaloes fantasiosos que nao expressao a verdade é o mesmo que aconteceu com os clubes pelo menos em minha cidade foi assim. Houve uma mudança de comportamento da populaçao que deixou de frequentar clubes e todos fecharam as portas. Assim é com os jornais as pessoas deixaram de ler jornal e vao deixar cada dia mais isso vai acontecer com as revistas que so vivem dirigidas para a politica como veja exame etc.

Paulo Roberto Baum de Medeiros disse...

Miro seu comentário sobre o Estadão está muito brando, pois este jornal jamais mereceu as considerações de um cidadão que fosse verdadeiramente brasileiro.

Regina disse...

Tal qual o Estadão a Dama de Ferro pertencia a um mundo em decomposição, e cujo passamento não deixa ninguém triste.

Anônimo disse...

Já vai tarde.

Leva a Zero Hora (PiG do sul) junto.

Marcelo Gaúcho.

Rui Nascimento disse...

Só fico triste porque a Folha não está indo junto. Seria o maior prazer do mundo ver os dois morrerem abraçados. Tem nada não, tenho certeza que Deus me dará muitos anos de vida pra eu sentir o prazer de ver a Folha a Veja humilhados e pra nossos deleito a regulamentação da mídia, pra que todos nós possamos ver a Globosta no lugar que ela merece.

Francisco Aguiar de Oliveira disse...

Miro,

Como diz o Falcão: Vamos dar 10(dez) segundos de Vai te lascar para o estadão...Vai te lascar, Vai te lascar, Vai te lascar, Vai te lascar, Vai te lascar, Vai te lascar, Vai te lascar, Vai te lascar, Vai te lascar, Vai te lascar.

Anônimo disse...

LEWANDOWSKI ANULA MANOBRA DE BARBOSA




Presidente do STF pretendia distribuir reclamação feita pelo advogado Marcio Thomaz Bastos sobre o prazo exíguo para leitura dos votos da Ação Penal 470 à ministra Rosa Weber, que vinha negando todos os pedidos da defesa; ela, no entanto, devolveu a batata quente a Joaquim Barbosa, que repassou o caso a Celso de Mello, que, por sua vez, o devolveu ao vice-presidente da corte, Ricardo Lewandowski; revisor do processo então decidiu pelo livre sorteio, não sem antes expressar posições relevantes em sua decisão contra o tribunal de exceção; leia a íntegra

9 DE ABRIL DE 2013

247 - O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal, acaba de anular uma manobra do presidente da corte, Joaquim Barbosa. O caso diz respeito a uma reclamação protocolada pelo advogado Marcio Thomaz Bastos, que defende José Roberto Salgado, ex-vice-presidente do Banco Rural, e protestou contra o tempo exíguo para a leitura dos votos dos ministros, que consomem mais de 10 mil páginas. Bastos reclamou, então, contra a conduta de Barbosa, alegando que o ministro estaria "usurpando a competência do Plenário do Supremo Tribunal Federal".

Reclamações desse tipo sempre chegam à presidência da corte, que, em seguida, faz a distribuição dos processos. Barbosa decidiu, então, que o caso deveria cair, por prevenção, nas mãos da ministra Rosa Weber, que vinha negando todos os pedidos da defesa. Rosa, no entanto, não quis ficar com a batata quente nas mãos e devolveu o processo ao presidente Barbosa, que deveria, portanto, submeter o caso ao vice-presidente Ricardo Lewandowski, seu desafeto.

Curiosamente, essa reclamação foi encaminhada por Barbosa ao ministro Celso de Mello, o "decano" da corte, e chegou também ao Painel da Folha de S. Paulo, nesta manhã, nos seguintes termos:
Passa... A ministra Rosa Weber mandou redistribuir para o próprio Joaquim Barbosa reclamação de Márcio Thomaz Bastos contra o presidente do STF. O advogado questiona decisão de Barbosa de negar aos réus do mensalão acesso prévio aos votos.
... anel Barbosa, por sua vez, ao receber o pedido quis entregá-lo ao vice-presidente, Ricardo Lewandowski, mas não o localizou. O presidente, então, encaminhou a reclamação de Thomaz Bastos ao decano Celso de Mello.
Ocorre que Celso de Mello não decidiu e devolveu o caso a Lewandowski, que, tomou uma decisão que acaba de ser publicada. Sobre a distribuição por prevenção a Rosa Weber, o revisor da Ação Penal 470 foi claro. "Entretanto, o referido habeas corpus não guarda nenhuma peculiaridade apta a atrair, por prevenção, a distribuição deste processo.
Na decisão, Lewandowski também lembrou que réus sem prerrogativa de foro especial "foram julgados diretamente nesta Suprema Corte, sem direito ao duplo grau de jurisdição a que alude o art. 8.2.h da Convenção Americana sobre Direitos Humanos". E determinou ainda a livre distribuição da reclamação contra Joaquim Barbosa.
Ou seja: ela tanto pode cair nas mãos de Luiz Fux, que acompanhou o relator em todas as suas decisões, como com Dias Toffoli. O que significa que o futuro de Barbosa já não está mais nas suas mãos. Nesta terça, associações nacionais de juízes soltaram uma dura nota em que praticamente pedem que Barbosa deixe o comando do STF.
Leia, aqui, a íntegra da decisão de Lewandowski.
http://www.brasil247.com/pt/247/brasil/98465/Lewandowski-anula-manobra-de-Barbosa.htm

Anônimo disse...

SERA QUE NAO ESTA NA HORA DESSES JORNAIS PARAREM DE FAZER CONCHAVOS COM INSTITUIÇÕES MUITAS VEZES MAIS CORRUPTAS QUE ELES PROPRIOS E TAMBEM SE PROFISSIONALIZAREM E PARAREM DE SER ADMINISTRADOS POR FAMILIAS? POIS EMPRESAS FAMILIARES AS DIFICULDADES SAO IMENSAS MAS ACHOQ UE CAVAM A PROPRIA COVA QUANDO DEIXAM DE EXPRESSAR A VERDADE EM FAVORECIMENTO DE ALGUEM OU ALGUMA INSTIUTIÇÃO.

Anônimo disse...

Conversando com um amigo ele mostrou-se preocupado com a notícia de que o estadão vai fechar.
O receio dele é que em breve outros jornais poderão fazer o mesmo, e num futuro breve poderá não ter mais nenhum jornal na praça, de forma que ele terá dificuldades para limpar o cocô do seu cachorro, se não encontrar com o que forrar o chão.

Anônimo disse...


SUGESTÃO DE PAUTA PARA JORNALISTAS INVESTIGATIVOS!

O absolutamente impoluto, pudico 'e vestal investiu' (sic) contra os colegas [colegas?!] magistrados, em "cadeia" (idem sic) 'nacioná'!

Imagine o pobre de um acusado nas mãos desse 'CONDENADO'! [RISOS ESTONTEANTES]
Os magistrados por sua vez "demonstraram certo brio e um pouco de vergonha na cara" e emitiram uma nota. Segue um trecho da nota: Pede para sair, Joaquim!
Finalmente, os magistrados se levantam e decidem dar um basta ao desrespeito, à prepotência e às agressões de Joaquim Barbosa, presidente do Supremo Tribunal Federal. Numa nota assinada pelos presidentes das três associações nacionais de juízes, Nelson Calandra, da AMB, Nino Toldo, da Ajufe, e João Bosco de Barcelos Coura, da Anamatra, eles demonstraram indignação com a conduta de Joaquim Barbosa. "Como tudo na vida, as pessoas passam e as instituições permanecem. A história do Supremo Tribunal Federal contempla grandes presidentes e o futuro há de corrigir os erros presentes", dizem os magistrados. Ontem, pela primeira vez na história, a Ordem dos Advogados do Brasil, também se posicionou contra um integrante do STF; ao 247, assessoria de Barbosa avisa que não irá responder as notas: "nenhuma linha"

QUEM SABER MAIS, ACESSE: http://www.brasil247.com/pt/247/brasil/98445/Pede-para-sair-Joaquim.htm

(CÂMBIO: alguma central telefônica de um manicômio/hospício qualquer!... Sim, pode ser conveniado ao SUS!...)

E TEM MAIS HOSPÍCIO, perdão aos sãos tachados de loucos!

1- LEWANDOWSKI ANULA MANOBRA DE BARBOSA;

2- OAB SOLTA NOTA CONTRA AGRESSÃO DE BARBOSA - [a fotografia do Barbosa ao lado da namorada *advogada é um primor, "um luxo", diria a 'Malufista do Cansei', Hebe Camargo! NÃO DEIXEM DE VER! Não, não estou recebendo 'jabá' dos editores do site Brasil 247! [MAIS RISOS]
*namorada advogada do tiete do PIG?! Infração? Possibilidade de nepotismo?!... A(de)n(do)s sujos nossos!];

3- Relator do projeto de lei que cria quatro novos tribunais regionais federais, senador Jorge Viana (PT-AC) confronta o presidente do Supremo, Joaquim Barbosa, que classificou a aprovação dos tribunais de "sorrateira"; "O debate da matéria começou em 2002, e aí a gente ouve, divulgado em todos os veículos de comunicação... O que é 'de maneira sorrateira'? Não fiz nenhum encontro sorrateiro, não fiz nenhuma negociata", protestou o vice-presidente do Senado; "O presidente do Supremo também erra. Aliás, ele tem errado muito, xingando jornalistas e seus colegas juízes. Desta vez ele errou, e errou feio", criticou Viana;

4- Luiz Nassif - Os motivos de Barbosa não dar prazo à defesa
"A postura de Joaquim Barbosa – impedindo prazo maior para a apreciação da defesa – não se deve ao seu conhecido espírito de torquemada. É mais que isso: é receio de que as inconsistências das acusações sejam expostas agora, não mais em matérias de blogs, mas nos próprios autos do processo", analisa o blogueiro;

leia tudo isto e muito mais em: http://www.brasil247.com/

AGORA A SUGESTÃO: Joaquim, o vestal, condenou [com certa razão] as festanças Nababescas dos togados brasileiros. Domínio do fato (ibidemsic): orgia com dinheiro público! Cabe quais condenações? Perguntemos ao 'Joaquim Truculento Barbosão'! Pois bem: o repórter investigativo faria uma varredura nos fichários de Hotéis, Spas &$ Resorts 5 (cinco) estrelas, pesquisando se um tal de 'Joaquim Não Sei do Que Barbosa' foi hóspede de eventos jurídicos bancados com o suor do povo brasileiro!...

... Que baita pauta, hein?!...

República de 'Nois' Bananas
Bahia, Feira de Santana
Messias Franca de Macedo