domingo, 7 de dezembro de 2014

O otário que acreditou em Aécio

Por Paulo Nogueira, no blog Diário do Centro do Mundo:

Um protesto pode virar, perfeitamente, uma comédia, como se viu hoje em São Paulo.

O mais difícil é saber quem foi o palhaço principal.

São três os candidatos: Aécio, Lobão e Serra. Francamente, estou em dúvida sobre qual foi mais ridículo.

Vejamos um a um.

Lobão começou o dia superlativo no Twitter. “HOJE O CHÃO DA PÁTRIA IRÁ TREMER”, tuitou ele antes do protesto.

Assim mesmo, em maiúsculas.

Pouco depois, ele usou o plural majestoso. “Chegamos !!!!!!!”. Para poupar seu tempo, aviso que foram sete pontos de exclamação.

Depois a realidade, esta pantera, começou s dr impor. Disse ele no Twitter: “Infelizmente, tive mais uma vez que sair da passeata por todos os motivos que expus ontem. Estou de luto.”

No dia anterior, ele freneticamente tentara evitar que “militaristas”, como ele chama os que defendem um golpe militar, participassem do protesto.

Já não havia maiúsculas, já não havia exclamações, mas uma mistura de frustração com raiva.

A Folha captou um desabafo de Lobão. “Cadê o Aécio? Tô pagando de otário.”

E aí chegamos a Aécio, outro candidato ao título de idiota do dia.

Bem, se Lobão imaginou mesmo que Aécio gastaria uma tarde ensolarada de sábado para ir a um protesto, é mesmo um otário.

Aécio faz tudo por uma manifestação num sábado contra a Dilma, exceto ir.

Mas por momentos pareceu que ele romperia sua tradicional vida boa e mansa. Num vídeo postado na véspera do protesto, ele convocou as pessoas a ir para a rua.

Era presumível que ele mesmo fosse, mas Aécio se mostrou incapaz de mobilizar a si próprio. Ficou claro o tamanho de sua liderança. Talvez ele devesse ter mandado em seu lugar o Aécio de Papelão, mas nem isso.

Serra, mais trabalhador, foi. E então chegamos ao terceiro candidato à coroa de trouxa do dia.

Como Aécio, Serra gravou um vídeo no qual pedia que as pessoas fossem às ruas. Ele conseguiu dizer o seguinte: que nunca, em sua vida, vira manifestações tão espontâneas quanto estas que têm sido feitas contra Dilma.

Em seu mundo particular, Serra deve ter ficado impressionado com um protesto anti-Dilma em Belo Horizonte que se dispersou diante das primeiras gotas de chuva.

A capacidade de mobilização de Serra ficou tão evidente quanto a de Aécio. Fora o fato de que ele pelo menos foi, as estimativas giravam em torno de 800 manifestantes, divididos em dois blocos.

Um era o dos “militaristas”. Outro, o de “civis” como Serra. Isto quer dizer que Serra levou 399 almas para a rua.

Não. Aécio tem também sua parte, já que gravou um vídeo. Cada um levou 199,5 almas para a Paulista.

É uma dura parada. Aécio, Lobão ou Serra? A piedade me leva a excluir Lobão: ele é a única pessoa que acredita nos propósitos de políticos como Aécio e Serra.

Opto por Aécio como o mentecapto do dia. Serra ao menos compareceu.

A quem eventualmente o recrimine pelo WO que deu, Aécio poderia dizer uma frase em inglês que não tem tradução: “Get a life! Entrei na política por muitas razões, menos trabalhar.”

4 comentários:

Pedro Pedreiro disse...

São a neurologia e a psiquiatria que analisam e diagnosticam e tratam os danos cerebrais causados aos usuários de drogas. Parece-me que é assim, embora o meu limitado conhecimento de medicina seja resultado algumas esporádicas consultas ao Dr. Google. Estas considerações tem a ver com o que ultimamente tem chamado a minha atenção, o destaque ‘intelectual’ que mídia tem dado ao músico Lobão. Usuário comprovado e confesso de drogas, além de oriundo de um lar cheio de conflitos, Google (Wikipédia), somatório de elementos suficientes para justificarem a sua personalidade conturbada e controversa, assunto de amplo domínio da psicologia. Lógico que ao fazer estas referências não é minha intenção demonizá-lo e nem querer colocá-lo na categoria dos incapacitados sociais. Mas convenhamos daí até tê-lo como destacado articulista (na categoria de formador de opinião) num dos mais influentes jornais do Brasil e ser elemento referência de certas lideranças políticas do país, beira o limite da irresponsabilidade. Para justificar, mais uma vez pedindo socorro ao Google, no http://mais24hrs.blogspot.com.br/2012/10/danos-ao-organismo-devastacao-da-cocaina.html poderão entender as conseqüências neurológicas causadas pelo uso de drogas.

Anônimo disse...

Otário é pouco para o Lobão! Ele não conhece o candidato em quem votou e fez campanha para presidente?
No sábado anterior ao dia 26 de outubro passado, enquanto Dilma estava em campanha, Aécio descansava com a família em São João Del Rey.
Esqueceram de avisar ao Lobão que Aécio não é chegado ao trabalho?

Elisa

Anônimo disse...

Trabalhar não eh o verbo favorito do Aecio. Ele quer eh "receber "para bancar as suas farras, como esta no litoral catarinense, na companhia deste outro playboi com quem estava, o flho do Mario Garnero.

Anônimo disse...

Otário o lobão não é. Como outros, ele percebeu que a unica forma de ganhar algum espaço na mídia e até coluna em uma certa "revista" era atacando a esquerda e os movimentos sociais e não perdeu tempo. Otário são os acreditam nele e no aécio,fhc,veja,globo....