segunda-feira, 25 de junho de 2012

Mensalão e a confissão de Álvaro Dias

Por Altamiro Borges

Álvaro Dias, o líder do PSDB no Senado, está excitado com o julgamento do chamado “mensalão do PT”, previsto pelo Superior Tribunal Federal (STF) para ter início em 1º de agosto. Ele nem sequer esconde as razões eleitoreiras da sua euforia. Em matéria publicada ontem pela Agência Estado, o senador tucano prevê que o julgamento terá forte impacto no pleito municipal de outubro.


“A influência não ocorrerá em municípios menores, onde se discutem os programas locais. Mas essa é uma eleição nacionalizada pela sua importância. Pela presença aqui [em São Paulo] do ex-presidente, que está no epicentro do mensalão, não há como não verificar a hipótese de influência eleitoral”, afirmou o senador durante a convenção que oficializou a candidatura de José Serra à prefeitura paulistana.

Fuzilamento por razões eleitoreiras

A confissão de Álvaro Dias confirma o que os menos ingênuos já sabiam. A oposição demotucana e a sua mídia forçaram o início do julgamento por razões puramente eleitoreiras. A forte pressão sobre o STF nunca visou um processo justo, técnico, com base nos autos da acusação. A razão sempre foi política, eleitoreira. Daí o empenho para garantir que o julgamento ocorresse na véspera das eleições municipais.

Os demotucanos contam com a inestimável ajuda da mídia para amplificar ao máximo as imagens do circo montado no STF. Capas e capas de jornais e revistas serão produzidas nos meses de agosto e setembro. Os “calunistas” amestrados da rádio e televisão não falarão em outra coisa. Será um autêntico fuzilamento – e não um julgamento – com interesses puramente eleitorais.

14 comentários:

José da Mota disse...

Resta-nos aos brasileiros patriotas uma única saída, uma única salvação. Que o mais alto grau de discernimento e patriotismo de nossos ministros do STF entrem em ação mais uma vez, salvando o Brasil mais uma vez e
nos mostrando que quem segue a cabeça dos coronéis da imprensa é boi, vai rumo a boiada para o próprio abate acreditando que estão indo para o paraíso, justiçados, pela imprensa de donos, que cuidam de seus negócios antes de mais nada.
Ricardo Lewandowski faça justiça junto a Ayres Brito e todos os outros ministros do STF, no tempo que for necessário, mas justiça. Salvem o nosso povo, ensine-os a seguir o patriotismo que bate em seus peitos e não histórias da carochinha, de pura publicidade, que destruir integridade de homens brasileiros de valor é bom para o país.
Encerro este com um lembrete à todos nós: "Salve lindo pendão da esperança, Salve símbolo augusto da Paz." Amamos nossa bandeira, Brasil.
Amor à pátria que nos autoriza a dizer: Não podemos aceitar que usurpadores de nossas riquesas disfarçados sob um emaranhado de leis enturvilhadas que com seus lobys enfiaram goela abaixo de nossas instituições fiscalizadoras para dificultar e em alguns casos, como o das privatizações. Impossibilitar ou prolongar ao máximo a recuperação do patrimonio público lesado, do nosso dinheiro, das riquezas de nosso país, arrancada debaixo de nossas barbas sem ainda podermos fazermos nada.
Enquanto tiram onda de mocinhos e herois para nos afrontar com agressividades verbais e sorrateiramente físicas e mentais como o fazem em tantos outros países, sem nenhum pudor. E não caiam em mais um de seus contos de fadas, acreditando como eles querem, que, o usurpador é os EUA. Vejam a verdade com os olhos de Águia (das américas, não só da América do Norte).
Nem os comunistas acreditam nisso, até mesmo eles sabem que antes de tudo os EUA é Americano, o guardião de nossa Águia da renovação, de nossa Fênix da espiritualidade de Norte a Sul. Somos Americanos, homens de missões divinas para unir os homens de bem do planeta para vencermos o mal.
O Brasil exige e merece respeito, não abaixos-assinados e petições embromatórias e fictícias como a que forçou o maior equívoco do judiciário brasileiro nos dias de hoje, a lei da ficha limpa. Uma afronta ao direito do cidadão brasileiro porque ela nos tira direitos conquistados por séculos sem nada a acrescentar, a não ser mais facilidade para os grandes grupos capitalistas estrangeiros poderem interferir com mais facilidade na direção do nosso país e ususrpar mais ainda de mais de nossas riquezas.
O circo armado para o espetáculo do Mensalão, é uma afronta à inteligência do povo brasileiro, infelizmente ainda manipulada pela maioria da grande mídia. Mais uma vez o destino de nossa nação esta nas mãos do Supremo Tribunal Federal. Não caiam nessa embromação, nesta teia de artimanhas sorrateiras por puro interesse financeiro de grupos estrangeiros. É a história de nossas gerações futuras em suas mãos, o destino das Américas.
José da Mota.
*do último para o primeiro para ficar na sequência correta e facilitar a vida do leitor.

Anônimo disse...

Encerro este com um lembrete à todos nós: "Salve lindo pendão da esperança, Salve símbolo augusto da Paz." Amamos nossa bandeira, Brasil.
Amor à pátria que nos autoriza a dizer: Não podemos aceitar que usurpadores de nossas riquesas disfarçados sob um emaranhado de leis enturvilhadas que com seus lobys enfiaram goela abaixo de nossas instituições fiscalizadoras para dificultar e em alguns casos, como o das privatizações. Impossibilitar ou prolongar ao máximo a recuperação do patrimonio público lesado, do nosso dinheiro, das riquezas de nosso país, arrancada debaixo de nossas barbas sem ainda podermos fazermos nada.
Enquanto tiram onda de mocinhos e herois para nos afrontar com agressividades verbais e sorrateiramente físicas e mentais como o fazem em tantos outros países, sem nenhum pudor. E não caiam em mais um de seus contos de fadas, acreditando como eles querem, que, o usurpador é os EUA. Vejam a verdade com os olhos de Águia (das américas, não só da América do Norte).
Nem os comunistas acreditam nisso, até mesmo eles sabem que antes de tudo os EUA é Americano, o guardião de nossa Águia da renovação, de nossa Fênix da espiritualidade de Norte a Sul. Somos Americanos, homens de missões divinas para unir os homens de bem do planeta para vencermos o mal.
O Brasil exige e merece respeito, não abaixos-assinados e petições embromatórias e fictícias como a que forçou o maior equívoco do judiciário brasileiro nos dias de hoje, a lei da ficha limpa. Uma afronta ao direito do cidadão brasileiro porque ela nos tira direitos conquistados por séculos sem nada a acrescentar, a não ser mais facilidade para os grandes grupos capitalistas estrangeiros poderem interferir com mais facilidade na direção do nosso país e ususrpar mais ainda de mais de nossas riquezas.
O circo armado para o espetáculo do Mensalão, é uma afronta à inteligência do povo brasileiro, infelizmente ainda manipulada pela maioria da grande mídia. Mais uma vez o destino de nossa nação esta nas mãos do Supremo Tribunal Federal. Não caiam nessa embromação, nesta teia de artimanhas sorrateiras por puro interesse financeiro de grupos estrangeiros. É a história de nossas gerações futuras em suas mãos, o destino das Américas.
José da Mota.
*do último para o primeiro para ficar na sequência correta e facilitar a vida do leitor.

José da Mota disse...

Examine, não seja boi de boiada, use a inteligência. Ricardo Lewandowski dar seu parecer, voto, como relator do mensalão do PT até o fim deste mês. De 69.000 páginas que contam resumidamente nossa história desde 15 de novembro 1889, da proclamação da República.
Ou 1894, data da eleição do primeiro presidente da República do Brasil, Prudente de Moraes. Desde lá, de 1894 por definições limitadas de controle de gastos de campanha já existia o caixa 2, ainda que usassem outro nome para este tipo de auxílio, patrocínio, àos candidatos.
m definidas sobre o tema. De uma forma ou de outra sempre há caixa 2 em campanhas eleitorais.
Se o ministro Ricardo Lewandowski levar em consideração a realidade brasileira desde os remotos tempos de 1894, de Prudente de Moraes. Poderá economizar o tempo de leitura das 69.000 páginas do processo do mensalão do PT e dar o seu parecer, voto, imediatamente e com toda segurança.
A absolvição total e irrestrita para o caixa 2 de campanha. Quanto aos outros crimes se por ventura houveram, como a compra de votos de parlamentares para projetos e etc... vai depender dos laudos, se há provas ou não.
O que não podemos deixar acontecer é que homens sem nenhum compromisso com o brasil e qualquer sentimento de patriotismo transformem este projeto em um palco circense com um espetáculo que denigra a imagem do Brasil e de seus três poderes. Para dentro desta falsa realidade montada possam explorar ainda mais as nossas riquezas, como inclusive o petróleo do pré-sal.
Porque ao final, tudo, inclusive a manipulação das massas, é para atender os interesses dos grandes grupos capitalistas, que obviamente atuam diretamente na mídia e na política para tanto.
Resta-nos aos brasileiros patriotas uma única saída, uma única salvação. Que o mais alto grau de discernimento e patriotismo de nossos ministros do STF entrem em ação mais uma vez, salvando o Brasil mais uma vez e
nos mostrando que quem segue a cabeça dos coronéis da imprensa é boi, vai rumo a boiada para o próprio abate acreditando que estão indo para o paraíso, justiçados, pela imprensa de donos, que cuidam de seus negócios antes de mais nada.
Ricardo Lewandowski faça justiça junto a Ayres Brito e todos os outros ministros do STF, no tempo que for necessário, mas justiça. Salvem o nosso povo, ensine-os a seguir o patriotismo que bate em seus peitos e não histórias da carochinha, de pura publicidade, que destruir integridade de homens brasileiros de valor é bom para o país.

Anônimo disse...

Senhores petistas.

As rotas de fugas estão acabando! As mentiras se esgotando! Existem poucas opções para continuar enganando! Enquanto as máscaras estão caindo a verdade dos fatos está voltando! O Lula faz bobagens e os ratos estão fugindo; o julgamento do mensalão vem chegando e a CPMI do Cachoeira se afunilando! Muitos dos senhores perderão os cargos que conseguiram às custas da nação, mas no final das contas farão parte da história, da pior da história do Brasil! Escrita por mensaleiros, aloprados, que em companhia de Maluf terão o destino dos despudorados, o lugar dos descarados!

Att. Eugênio José Alati

Em tempo: por que tanta aversão pelo PT? Eis os motivos: é que amo minha pátria, tenho profunda solidariedade para com o meu povo que sofre nas marginais ou nos alagados dos manguezais; nos agrestes norte/nordestinos ludibriados por Sarneys, Calheiros, Collors e agora por malufistas, a pior escória aliada de um partido!

chaos disse...

Carlos Britto, saudoso constitucionalista, foi professor de ética com estrema competência e seriedade. Não é dado a esse pugilismo capenga do vale tudo. A sua biografia é muito maior- sem sombra de dúvida- ao julgamento em tela (o tão aclamado mensalão). A pressa é para que o calendário seja cumprido, o ministro Lewandownski precisa entregar o relatório hoje: dia vinte cinco, para posterior publicação da devolução, no diário oficial. E, por conseguinte, o STF comunicará aos réus e ao ministério público, no período de quarenta e oito horas.
O trabalho de Lewandownski, que é de suma importância para o Estado de Direito, consiste na apuração (revisão) do relatório de Joaquim Barbosa. O trabalho é volumoso - não diferente de outros julgamentos-, isso não há duvida; todavia, à denúncia do mensalão foi apresentada em março de 2006, pelo procurador geral da república Antônio Fernando Sousa. Além disso, a constituição no seu artigo 5º, inciso LXXVII, diz: “a todos, no âmbito judicial e administrativo, são assegurados a razoável duração do processo e os meios que garantam a celeridade de sua tramitação”. Neste inciso, além de elencar uma tramitação célere, está implícita a idéia do custo processual, ou seja, quanto mais prolatarem o julgamento de um processo, mais oneroso ficará para o erário publico. Isso, também, acomadra-se ao mensalão.
A obrigação de lewandowski está descrito de forma sumária, no artigo 25 do regimento interno do STF, onde, data vênia, diz: “I - sugerir ao Relator medidas ordinatórias do processo que tenham sido omitidas;
II - confirmar, completar ou retificar o relatório”. Não é coisa de outro mundo. Outrossim, não é a revisão da história da literatura ocidental( embora Otto Maria Carpeaux – se contabilizar o período da denúncia do mensalão, pelo procurador geral da república, até a data de hoje- escreveu toda a parte mais valiosa de sua obra- os melhores ensaios e a monumental História da Literatura Ocidental- num período de não mais de seis anos, entre 1941 e 1947. São quase cinco mil páginas. Pode-se inquirir o fato dessa obra ser apenas dez por cento do volume do processo do mensalão; no entanto escrever uma obra dessas- para quem leu sabe do que estou dizendo- é brincadeira de criança revisar o processo do mensalão.
O direito gravita em torno de prova, prescrição e prazo. Configura-se como o seu tripé. O caso do mensalão tem as provas mais do que documentadas; só falta a entrega do relatório revisado por Lewandowski, para começar o julgamento. Não há dúvidas, ninguém em sã consciência quer a prescrição dos crimes dos réus.
Retomando o que foi dito no início do texto: Ayres Britto não agiu de forma incoerente ou indevida ao pedir de ofício- para hoje- a entrega da revisão do processo. Ele: como presidente do STF: só está cumprindo o prazo, a fim de o caso ser julgado no dia 1 de agosto.

Alberto disse...

Se roubaram, tem que pagar.

Anônimo disse...

A grande mídia quer o julgamento, o José Dirceu tb quer para ficar livra e solto. Já sabemos que não houve mensalão segundo o Bob Jeferson.
Não há provas contra José Dirceu e condenar uma pessoa que não tem provas que o incriminam só Peluso, M Aurélio e G Dantas, aliás este último deveria de ser inpugnado. Não é bem o termo, deveria se abster de votar em virtude de n.... declaraçoes públicas sobre o processo.
Mas o Alvaro não perde por esperar, a CPMI está aí para pegar o seu amigo DEMOstenes, o ético, e o PT tem que agir para cima desse envolvidos tucanos e demos.
Fernando

Erico Almeida disse...

Acredito que o maior problema deste processo é que grande parte da justiça brasileira é elitista, conservadora, tendenciosa e de direita, grande parte dos juízes odeiam a teoria marxista e seus propagadores, este julgamento vai ser um massacre, e os que vão ter as maiores penas serão os do PT, gostaria que fosse diferente mas eu não acredito na dita justiça brasileira, infelizmente.

josé lopes disse...

Para quem tem a assinatura do jornal digital de O Globo vai notar, que acima das manchetes de capa tem um adendo denominado MENSALÃO. É o jornal forçando os seus leitores a "entender" o caso do suposto "mensalão" sob a ótica do Jornal. Um verdadeiro absurdo para quem fala em ética através de um editorial denominado "Princípio Editorial das Organizações Globo". Eu acho que neste caso cabe aos réus, uma ação judicial pleiteando direito de resposta. Que todos os réus entrem com uma ação conjunta condenando o ato do jornal. O Estado Democrático de Direito não pode permitir que um jornal de enorme circulação, tome espaço da oposição política partidária. Ás vésperas de um julgamento, é de abominável desumanidade e covardia atentar contra todos os princípios democráticos de direito de defesa e de um julgamento justo.

Luis disse...

Só haverá uma revolução verdadeira neste país quando deixarmos a covardia de lado. Ou não devíamos reformar esse Judiciário de mentira e essa imprensa bandida?

Treze disse...

quem tem medo do mensalão?
que se julgue logo e que se cale a corja

josé lopes disse...

Pelo que noto em alguns comentários os acusados já estão condenados! Se fosse assim, para que julgamento?

Recomendo que leiam a defesa de Zé Dirceu no STF que prova também que o famigerado suposto "mensalão" não passa de uma falácia. Os réus já sofreram todos os ataques da mídia e todos leram ou viram. Agora deixem que os acusados se defendam. No endereço abaixo a defesa de Zé Dirceu.

http://arturcut.files.wordpress.com/2011/09/clique_aqui.pdf

No endereço abaixo a defesa do Marcos Valério. Peço para que atentem para o começo da página 139. Sobre o assunto Visanet

http://advivo.com.br/sites/default/files/documentos/marcos_valerio_-_ap_470_-_alegacoes_finais.pdf

José da Mota Leite Neto disse...

Parte 2: Outra parte, voltando ao passado recente repetindo parágrafos que escrevi em outro comentário e até artigos que arrisquei, em meu semi-analfabetismo, sobre o mensalão "como uma tentativa de golpe de estado" no Brasil e dizia, eu, em minha precária quantia de conhecimento da política. Que só não aconteceu porque o Supremo Tribunal Federal e principalmente "Gilmar Mendes" se não me engano ainda procurador Geral da União ou já como ministro, juntos, acordaram a tempo e impediram o impeachiment de Lula. Porque até a maioria dos petistas já haviam caído no conto do vigário do mensalão e ameaçavam se rebelar contra o governo.
Hoje, aLguns petistas, desavisados ou influênciados por uma pequena parcela de petistas bloguistas, excluindo espiões infiltrados e traidores , mas incluindo principalmente os que conscientemente por razões meramente pessoais e alteram os rumos desta história por outras intrigas e rusgas principalmente com Gilmar Mendes, e também outros ministros do Supremo Tribunal Federal. Blogueiros indignados que levam outros a tanto, quando deixo comentário dizendo a verdade, que o PT lhe deve gratidão eterna, ao Gilmar Mendes, como à todo o Supremo Tribunal Federal. E deveria agradeço-los com honrarias em nome da pátria, porque sustentaram corajosamente nossa soberania, os três poderes e a democracia.
Pois a rasteira havia sido dada e sorrateiramente rápida, e caso alguém não ficasse de pé logo como o STF e Gilmar Mendes, a derrubada do governo era certeira, estaria concretizada. E alguns blogueiros sujos ou progressistas seja qual nome se dêem ou lhes dêem, atiram à torto e à direita, só que, pela culatra, contra si e o próprio movimento a que fazem parte.
O Golpe Branco que preparam com o mensalão para o Brasil é a médio prazo, primeiro buscarão destruir Zé Dirceu, para enfraquecer Lula seu primeiro alvo, por consequência enfraquecendo ou trazendo Dilma para o lado deles. Como enfraquecer e desmoralizar Lula se ele é um homem forte e íntegro? Enfraquecendo o PT e toda a esquerda que o acompanha, primeiramente nas eleições municipais. Como? Com a artimanha marqueteira que usarão durante a votação do mensalão do PT.
Por amor a pátria não podemos permitir um movimento político golpista como este promovido pelos vende-pátria. Precisamos nos mobilizar, enviar e-mail para o STF e congresso alertando-os para este risco, menor que seja, havendo, o Brasil deve ter todo o cuidado porque nas Américas nossos somos o alvo prinicipal, a galinha dos ovos de ouro.
Como já dizia o velho doutor Pignati lá no interiorzão do Mato Grosso: :"Abram o olho companheiros".
José da Mota.

José da Mota Leite Neto disse...

1: Você leitor pode estranhar a princípio as palavras que vou usar, mas não se preocupe porque vou explicar da maneira mais simples até porque sou simples, também não gosto de textos complicados. Mas o golpe branco que planejam para o Brasil é pior do que o que foi dado no Fernando Lugo no Paraguai e tão sério que merece um pouco a mais de nosso esforço para compreende-lo.
Não é hora de fugir da "Realpolitic" pejorativamente (vou explicar mais adiante) e nem do maquiavelismo pejorativamente (também vou explicar mais adiante) e ficar com dedinhos, ofendido e cheio de não me toques. É hora de falar sério. O Brasil é a Galinha dos ovos de ouro das Ámericas e a votação do mensalão apressadamente é a derrubada de nossa democracia a médio prazo, arranjado pelo vende-pátria. Não será bom nem para situação e pior ainda para a oposição.
Vou por partes porque o momento é crítico para todos nós. Primeiro explicando o que é a Realpolitic "pejorativamente", Realpolitic é alemão e quer dizer Realítica Política, diplomacia, a prática em detrimento de noções ideológicas, já o termo usado pejorativamente, quer dizer política que são coercitivas, imorais ou maquiavélicas ´pejorativamente", por que Maquiavel escreveu um livro O Principe, considerado cabeceira de cama de todos os Reis e políticos porque os ensina a governar em várias hipoteses de principados, direções que um governo pode tomar em situações que surjam de surpresa, com atitutos boas ou más para manter o seu principado, na concepção do povo. E Maquiavel e Nietsche defendem a "Realpolitic" pejorativa como um tipo de realismo político, maquiavélico no pejorativamente que "Realpoliticmente dizendo" não é, pejorativamente, é o real da política como o "Realpolitic" pejorativamente não é, pejorativamente, é o real. E é o que esta acontecendo no Brasil
Estamos no auge do Maquiavelismo e da Realpolitic para alguns em seu uso pejorativo, em pleno vapor.