quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Alckmin socorre Folha, Estadão e Veja

Por Altamiro Borges

O Estadão está falido e circulam boatos de que poderá ser vendido em breve. O Grupo Abril, que edita a asquerosa Veja, já fechou várias revistas, demitiu centenas de jornalistas e também está em dificuldades. Já a Folha não consegue conter a queda da sua tiragem e promoveu ajustes em seus cadernos. A crise só não é mais brava porque as famiglias Mesquita, Civita e Frias contam com um poderoso “aliado” em São Paulo. O atento José Augusto, do blog "Amigos do presidente Lula", descobriu que o governador tucano Geraldo Alckmin torrou mais R$ 3,8 milhões na compra 15.600 assinaturas destes veículos decadentes.

O blogueiro vasculhou o Diário Oficial de São Paulo e achou os extratos publicados em junho dos novos contratos efetuados com estes grupos midiáticos. O governo comprou 5.200 assinaturas do Estadão por R$ 1.554.800,00; outras 5.200 assinaturas da Folha pelo mesmo valor; e 5.200 assinaturas da Veja por R$ 669.240,00. A verba usada para esta generosa “ajuda entre amigos” foi tirada do orçamento da Secretaria de Educação. “Como desculpa para meter a mão nas verbas da educação, as assinaturas foram destinadas às escolas da rede estadual de ensino em um projeto chamado ‘sala de leitura’”.

Diante de tamanho absurdo, o blogueiro pergunta a quem serve a compra destas assinaturas:

“1- Aos barões da mídia, donos dos jornalões e revistas, que compensam a queda de vendas e assinaturas avulsas com as compras governamentais paulistas;

2- Ao governador Alckmin, que ganha a gratidão dos barões da mídia e é blindado no noticiário destas publicações;

3- Aos corruptos tucanos que receberam o propinão da Siemens e da Alstom, e os jornais e revistas não fazem jornalismo investigativo, limitando-se a publicar só o que já é fato consumado em investigações oficiais;

4- Ao PSDB que acredita que o noticiário do PIG (Partido da Imprensa Golpista) tem o poder de fazer lavagem cerebral nas cabeças juvenis dos estudantes, para eles se tornarem neoliberais reacionários lendo esta velha mídia.

5- Todas as anteriores.


Eu votei na última alternativa. E você?

*****

Leia também:





3 comentários:

Alexfig disse...

Estadão falido? Nossa! Então o tradicional periódico dos Mesquita deixará de ser um panfletão familiar, para ser um panfletão de um grupo empresarial qualquer? Tempos outros os de hoje...

Anônimo disse...

Serve a toda corja! Corja que trabalha unida, permanece unida.

Elisa.

Solando disse...

A partir de 2015, o Padilha vai assinar a Carta Capital e a Isto é...